Djavan é o homenageado do Prêmio UBC 2021
Cantor e compositor Djavan. Foto: Divulgação
in

Djavan recebe Prêmio UBC em cerimônia com shows; confira artistas

O programa especial tem shows de Criolo, Diogo Nogueira, Anavitória, Liniker, Geraldo Azevedo, Giulia Be e mais

Um dos maiores compositores da música brasileira está prestes a ganhar uma homenagem à altura de sua obra. A União Brasileira de Compositores (UBC) apresenta a quinta edição do Prêmio UBC, reverenciando a carreira e a vida de Djavan, nesta quinta-feira (07), às 19h, em transmissão pelo canal da UBC no YouTube.

O programa especial tem shows de Criolo, Diogo Nogueira, Anavitória, Mart’nália, Liniker, Geraldo Azevedo, Giulia Be, Agnes Nunes, Zé Ricardo e Jonathan Ferr interpretando versões inéditas de sucessos do compositor alagoano.

“Fiquei comovido quando soube que receberia o Prêmio UBC. Para mim é mais um incentivo em minha vida artística, para que continue criando e criando. Escrever letras e poesias me deixa em um estado de elevação enorme. Sempre que acabo de fazer uma música, me sinto o homem mais poderoso do mundo”, revela Djavan.

E completa: “Quando componho, não penso em um tema específico. Começo sem pensar em nada, deixando fluir. Entro no estúdio com melodia e harmonia prontos. É o que me basta para começar tudo, juntar os músicos e desenvolver arranjos. Só depois, com as músicas prontas, que escrevo as letras”.

Foto: Divulgação

A declaração faz parte de um depoimento inédito de Djavan, dado à Paula Lima, que, além das apresentações de cada artista, fará parte da programação do Prêmio UBC 2021. No bate papo, Djavan fala sobre desde suas primeiras referências musicais, aos 12 anos, em Alagoas, até os bastidores de composições e gravações dos sucessos que marcam sua discografia.

Confira o line-up e quais canções cada artista interpretará:
Diogo Nogueira – Flor de lis
Mart’nália – Topázio
Geraldo Azevedo – Retratos da vida
Criolo – Oceano
Anavitória – Açaí
Liniker – Mal de mim
Giulia Be – Te devoro
Agnes Nunes – Amor puro
Zé Ricardo – Samurai
Jonathan Ferr – Pétala

“Djavan é um artista capaz de transitar por vários estilos musicais e jamais deixar de ser o maravilhoso Djavan, que, com sua magia, conquista a todos, como compositor e como intérprete”, afirma Paulo Sérgio Valle, diretor presidente da UBC e compositor de centenas de canções.

Com direção musical de Zé Ricardo, a cerimônia foi previamente gravada diretamente na “Casa UBC”, localizada na sede da entidade, no Rio de Janeiro, respeitando todos os protocolos sanitários contra a Covid-19. Sem perder a essência da premiação, celebrando a obra de Djavan e os grandes sucessos de sua carreira.

Além de colecionar fãs no Brasil e no exterior, Djavan também tem o reconhecimento da indústria musical, especialmente de seus colegas compositores. Diretor da UBC, e homenageado no Prêmio de 2018, Erasmo Carlos conta que é um grande admirador do artista.

“Quem foi que disse que um artista não é fã do outro? (risos) Eu sou fã do Djavan! Sua poesia única, cheia de nuances pessoais e improvisos geniais, me fazem refletir sobre a beleza do belo e a natureza do amor de um jeito que eu pareço sair de mim e me esbaldar no imaginário das coisas boas e no encantamento prazeroso da vida. O suingue do meu amigo faz dançar até os mortais mais preguiçosos do universo”, afirma o Tremendão.

Confira o teaser:

Escrito por Rafa Ventura

Ávine Vinny e Matheus Fernandes emplacam a trend “Coração Cachorro”, hit no TikTok!

Shakira explica decisão de fazer show no Super Bowl

Shakira explica decisão de fazer show no Super Bowl