Demi Lovato. Foto: YpuTube
in ,

Demi Lovato temeu perder a carreira ao abandonar “imagem super sexy”

Artista fez desabafo em bate papo em seu podcast, o “4D”

Demi Lovato relatou diversas vezes o quanto se sentia desconfortável ao “vender” a imagem de mulher fatal desde a era “Confident”, em 2015. Nesta quarta (9), Demi falou em seu podcast, o “4D”, sobre como viver a verdade de uma pessoa não-binária tornou sua música autêntica, além de comentar o medo do impacto negativo que poderia ter tido, caso não fosse uma “estrela sexy”.

“Eu tinha tanto medo de como minha carreira seria se eu não fosse aquela pop star super sexy e hiperfeminina”, explicou a voz de “Sorry Not Sorry”. “Agora, minha carreira não importa tanto para mim quanto viver minha verdade”, declarou.

Demi Lovato fará show virtual no Mês do Orgulho LGBTQIA+
(Foto: Getty Images / Uso autorizado POPline)

Depois de estar na indústria da música por mais de 10 anos, Lovato sente que abraçar sua verdadeira identidade, além de vivê-la mais, impactou sua arte para melhor, apesar do medo de que isso pudesse, de alguma forma, interferisse em sua carreira.

“Eu sei o que é ter o seu sonho parecendo que pode te interromper, mas é exatamente o oposto. Agora que estou vivendo minha verdade, minha arte se tornou muito maior, porque minha arte é um reflexo de quem eu sou. Agora que posso ser transparente com o mundo, eles podem ver minha arte melhor e ouvi-la melhor”, desabafou.

Demi Lovato monta playlist especial para fãs brasileiros
(Foto: Reprodução / Instagram @ddlovato)

No papo, Lovato, que lançou o álbum “Dancing With The Devil…The Art Of Starting Over”, falou com Patricio Manuel, que fez história em 2018 ao se tornar o primeiro boxeador transgênero a lutar profissionalmente nos Estados Unidos. Ele comentou sobre sua transição.

“Eu sabia quem eu era sem ninguém me dizer”, disse Manuel sobre sua “odisseia de gênero” até descobrir o boxe. “OK, talvez se eu não puder me tornar um homem, ficarei confortável em ser masculino”. Lovato, que também chegou a treinar boxe, sentiu que o esporte os ajudou a alcançar um pouco mais de seu lado masculino.

Escrito por Leonardo Rocha

No Tivoli Park, Marvvilla celebra o Dia dos Namorados antecipado

Desabafo da mãe de Kathleen Romeu, morta a tiros, viraliza nas redes sociais