Deezer: "não vamos aumentar os preços no meio da pandemia"
Foto: Deezer/Divulgação
in

Deezer: “não vamos aumentar os preços no meio da pandemia”

Executiva da Deezer diz que: “também ajuda o fato de não estarmos comprando nenhum clube de futebol”

Após o comunicado do Spotify confirmando o aumento dos preços dos planos Premium da plataforma, a Deezer emitiu um pronunciamento, por meio da Diretora Comercial Global da Deezer, Laurence Miall-d’Aout, afirmando que “não irá aumentar os preços no meio da pandemia” e que “também ajuda o fato de não estarmos comprando nenhum clube de futebol”.

A diretora refere-se ao plano do CEO do Spotify, Daniel Ek, revelado pelo The Guardian ontem (26), que aponta o interesse do executivo em comprar o tradicional clube de futebol inglês, Arsenal, por meio de um consórcio que envolve os franceses Thierry Henry e Patrick Vieira, além do holandês Dennis Bergkamp. Os proprietários do Arsenal, a família Kroenke, insistiram que não venderão o time a qualquer preço.

“Nos últimos dias, notamos especulações da mídia em relação a uma possível oferta de aquisição do Arsenal Football Club”, dizia o comunicado assinado por Stan Kroenke e seu filho Josh. “Continuamos 100% comprometidos com o Arsenal e não estamos vendendo nenhuma participação no clube. Não recebemos nenhuma oferta e não aceitaríamos nenhuma oferta. Nossa ambição para o Arsenal continua sendo a de competir para ganhar os maiores troféus do jogo e nosso foco continua em melhorar nossa competitividade em campo para conseguir isso.”

Daniel Ek, que fundou o Spotify em 2006 e hoje tem patrimônio líquido avaliado em US $4,7 bilhões de dólares (mais de R$ 25 bilhões de reais), avisou sobre seu desejo em uma postagem no Twitter na última sexta-feira (23): “desde criança, sempre torci pelo Arsenal. Se a KSE quiser vender o clube, eu ficaria muito feliz em jogar meu chapéu”, revelou.

Confira o pronunciamento da Deezer na íntegra abaixo:

Queremos informar que a Deezer não vai aumentar os preços no meio da pandemia. Música, podcasts e rádio ajudam as pessoas a lidarem com a situação atual e não achamos que este seja o momento de dificultar as coisas para elas. Também ajuda o fato de não estarmos comprando nenhum clube de futebol.

Como você deve saber, recentemente baixamos o preço do plano HiFi no Brasil. Se algum dia aumentássemos os preços, daríamos aos nossos usuários um aviso de 3 meses para ter certeza de que não seriam pegos de surpresa.

Além disso, a Deezer anunciou que manterá os 3 meses grátis para novos usuários nos planos Premium, Família e HiFi para que mais pessoas possam conhecer os benefícios da sua plataforma de streaming de áudio. A Deezer também definiu oficialmente que não mudará os preços até o final de 2021, ao menos no Brasil.

“O momento não é de aumentar preços e sim de continuar levando música e podcasts para todos os brasileiros nesse período ainda tão crítico de pandemia. A música tem ajudado muitas pessoas que estão em casa a relaxar, se entreter e se informar. Nossos usuários podem ficar tranquilos: não aumentaremos os preços em 2021″, diz Marcos Swarowsky, Diretor geral da Deezer no Brasil e América do Sul.

 

Deezer revela como está o lado-b na era do streaming

Recentemente, a Deezer realizou um levantamento para verificar qual o impacto do streaming sobre as músicas do famoso lado-b. Segundo o levantamento realizado pela Deezer, dentre as 10 músicas mais ouvidas em 2021, sendo todas lançadas na era do streaming, 4 estão localizadas na primeira metade de seus discos, mesmo número das que estariam no lado-b. Duas dentre as dez foram lançadas como single, sendo elas a 6ª e a 7ª colocadas. Confira todos os detalhes da pesquisa, clicando aqui.

Escrito por Láisa Naiane

Lu Andrade explica como eram feitos os pagamentos do Rouge

Ouça “Um Anjo Veio Me Falar” do Rouge em inglês!

Teaser de novo programa de Rafa Kalimann mostra entrevista com Rodolffo e Simaria