Foto: Divulgação
in

Deezer e Magalu anunciam plataforma de venda de instrumentos

Você já imaginou poder comprar o mesmo modelo de guitarra usada por Cazuza em “Exagerado”? Ou ainda, o microfone similar utilizado por Bruce Dickinson, vocalista do Iron Maiden, na icônica “The Trooper”? E se essa experiência de compra fosse feita dentro das próprias músicas, enquanto você escuta esses sucessos? Essa é a proposta do Decifrei, nova experiência de mobile commerce criada pela agência Ogilvy Brasil em parceria com a Deezer para o Magalu.

A plataforma oferece um modelo inédito de compra de instrumentos musicais, combinando entretenimento, tecnologia e técnicas de user experience. Usando como base sucessos nacionais e internacionais de grandes estúdios, entre eles, as gravadoras Universal, Sony e Warner, o recurso mobile apresenta instrumentos originais ou semelhantes usados por artistas como Anitta, Metallica e Queen e sugere a compra no superapp do Magalu, enquanto os usuários aproveitam algumas de suas músicas favoritas. Os instrumentos estão sujeitos a disponibilidade de estoque.

“Durante o isolamento social, temos acompanhado o aumento das buscas por instrumentos musicais na internet. O aprendizado de novos instrumentos é uma maneira de descompressão e relaxamento. Com o Decifrei, conseguimos resolver essa tensão e demanda de quem passa mais tempo em casa, e de quebra trazemos entretenimento e novas descobertas para o público”, destaca Rafael Montalvão, diretor de marketing e-commerce do Magalu.

Conheça o novo projeto:

Experiência e entretenimento

O Decifrei traz seleções de diversos gêneros com curadoria exclusiva e oferece uma experiência semelhante ao de ouvir músicas no streaming. Por meio de uma aplicação criada em parceria com a Deezer, o usuário acessa o recurso de duas maneiras: na própria home da Deezer ou via link direto, que encaminha os usuários para a experiência musical de compra no Magalu.

“A descoberta já faz parte do DNA dos usuários da Deezer e a proposta da ação está super alinhada com este comportamento. Em parceria com o nosso time global, desenvolvemos um projeto customizado trazendo uma experiência de compra literalmente dentro de grandes hits da música”, ressalta Stefan Habergritz, head de publicidade da Deezer Brasil.

A experiência marca oficialmente a estreia da categoria de instrumentos musicais do Magalu. Com portfólio que soma mais de 110 mil produtos e mil sellers, a seção contempla marcas tradicionais do cenário musical como Gibson, Fender, Shure, entre outras.

Para Daniel Schiavon, diretor executivo de criação da Ogilvy Brasil, a iniciativa vai ao encontro da estratégia do Magalu para o seu superapp, inovando a maneira como as pessoas consomem no e-commerce da marca. “Nada mais genuíno para marcar o lançamento da nova categoria de instrumentos no Magalu do que a própria música. Usamos os principais hits nacionais e internacionais não apenas como inspiração, mas literalmente como plataforma de vendas e experiências sonoras”.

Além da plataforma digital, o projeto contempla também uma animação que narra a experiência imersiva de um personagem ao acessar o Decifrei. Abordando os principais estilos musicais, como soul, jazz, rock e samba, o filme conduz os usuários a uma viagem surrealista repleta de sons e cores em busca de novas descobertas.

Confira o tutorial da experiência:

Em tempo…

A Amazon também anunciou recentemente a expansão do seu catálogo de produtos com o lançamento da categoria de Instrumentos Musicais no Brasil. A partir de agora, estão disponíveis mais de 60 mil itens para os aficionados por música.

A loja conta com uma variedade que vai desde instrumentos de cordas, como violão, guitarras, baixo e ukulele, até flautas, instrumentos de percussão, como bateria e cajón, além de teclados, caixas de som, amplificadores, microfones, mesas de som, itens de DJ e acessórios em geral. Entre algumas das principais marcas vendidas por lá estão Fender, D’Addario, Yamaha, Tagima, Shure, Beringher, Remo e Dunlop.

Escrito por Rafa Ventura

BBB 21

BBB: Pocah fala sobre luta para filha aceitar cabelo crespo

Inscrições abertas para o The Voice+ 2022; saiba como participar!