Divulgação/Deezer Brasil
in

Celebrando a música preta brasileira, Deezer apresenta canal especial exaltando artistas

Divulgação/Deezer Brasil

Para celebrar e discutir os assuntos importantes que o dia da Consciência Negra propõe, a Deezer apresenta na página inicial e de forma fixa na guia ‘explorar’, em todo o mundo, o canal “Cultura Negra”, com informações sobre igualdade racial e justiça por meio de podcasters, influenciadores e artistas que também usarão suas vozes para homenagear todas as pessoas negras que revolucionaram o cenário musical. 

O canal está dividido por módulos que incluem playlists 100%, artistas destaques, escolhas do editor e podcasts de produtores negros. Todos os conteúdos originais que serão lançados no mês de Novembro, como o faixa a faixa, o podcast ‘Essenciais’ e os episódios do podcast ‘Pop Story’ serão uma homenagem à artistas negros.

Entre as novidades, está o lançamento da “Playlist da Minha Vida”, onde personalidades como Ludmilla, Rashid, Neguinho do Kaxeta, Karol Conka e Rodriguinho compartilharão as 10 faixas mais importantes de sua carreira enquanto comentam sobre elas. 

A plataforma de streaming também ganhará mais duas playlists com foco em artistas negros undergrounds: Axé de Protesto e Pagode. Estas se somam às outras diversas playlists nacionais e internacionais – que são atualizadas constantemente – e focam em diversos gêneros como Pop, Funk, MPB, Rap, R&B, Soul, Hip-Hop e muito mais, permitindo assim que o público tenha acesso a uma grande variedade de vozes, incluindo artistas em ascensão.

Mas a Deezer não deixou de fora artistas que já fizeram história. Diariamente, a plataforma escolherá um álbum clássico para evidenciar grandes nomes. Além disso, semanalmente, músicos consagrados serão homenageados na sessão Tributo. São eles: Arlindo Cruz, Dona Ivone Lara, Clementina de Jesus e Racionais MC’s. 

“Olhamos sempre de forma humana pra nossa plataforma para promover a igualdade racial e a justiça. Ao longo da história, os músicos negros fizeram música que o mundo inteiro ama, porém, nem todos os artistas e criadores negros estão recebendo a atenção e o respeito que merecem, e queremos mudar isso, uma vez que música não é apenas música, é história também, e há muito dela na cultura negra”, comenta Vithor Reis, editor da Deezer e responsável pela curadoria do canal.

“Nos desafiamos a seguir propondo espaços de reflexão sobre as questões que a data pede e, ao mesmo tempo, incluir cada vez mais variedades de estilos musicais para que a comunidade artística tenha representatividade. Queremos garantir que haja um espaço permanente na Deezer onde possamos destacar o talento negro”, complementa Pedro Kurtz, diretor de conteúdo da Deezer no Brasil.

Todas as playlists e novidades já estão disponíveis na plataforma e podem ser acessadas diretamente pela home do app ou no canal de Cultura Negra

Escrito por Redação POPLine

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ludmilla circula pela Rocinha com roupão Versace caríssimo

Ludmilla circula pela Rocinha com roupão Versace caríssimo

Xand Avião lança EP “Todos os Ritmos” com participações de Lauana Prado, Barões da Pisadinha, Dilsinho e Léo Santana