(Foto: Reprodução Internet)
in ,

Daniela Mercury incentiva investigações sobre compra da vacina Covaxin

“Precisamos pressionar as instituições”, declarou a cantora em suas redes sociais

Daniela Mercury se posicionou nesta quinta-feira (24) sobre o recente escândalo envolvendo a compra da vacina Covaxin feita pelo Ministério da Saúde. “Precisamos pressionar as instituições”, declarou a artista através de seu Twitter.

(Foto: Reprodução O Globo)

O governo federal tem sido alvo de críticas desde que foi anunciada a compra de 20 milhões de doses da vacina Covaxin, do laboratório indiano Bharat Biotech. Tudo porque tem sido insinuado um esquema de corrupção. De acordo com o ministro-corregedor do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, há “questões nebulosas” no contrato de aquisição.

Segundo da cúpula da Comissão Parlamentar da Covid (CPI), conforme noticiado pelo G1, a Madison Biotech, empresa usada para tentar receber antecipadamente US$ 45 milhões da compra da Covaxin, pode ser uma empresa de fachada.

A publicação afirma que e empresa é sediada em um endereço em que investigações internacionais já apontaram que cerca de 600 empresas de fachada estão registradas.

“As informações que estamos colhendo apontam para que a Madison, usada pela Precisa para receber ilegalmente pagamento antecipado da venda da Covaxin, seja uma empresa de fachada. No mesmo endereço dela, já foi denunciado que 600 empresas de fachada estão registradas”, disse o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI da Covid.

O processo de investigação chegou até Daniela Mercury, que em seu Twitter pediu por um esclarecimento.

“Precisamos pressionar as instituições para que esse escândalo da Covaxin seja devidamente investigado”.

Essa não é a primeira vez que a cantora se posiciona a respeito do governo de Jair Bolsonaro (sem partido). Daniela já rebateu acusações do presidente sobre a Lei Rouanet e recentemente declarou #ForaBolsonaro em suas redes depois que o Brasil passou da marca de 500 mil mortos por Covid-19.

“Não há como isentar o governo federal da responsabilidade. O governo federal descumpriu a obrigação de elaborar e executar, de modo eficiente, um plano nacional contra a COVID-19.”

Curtiu esta matéria? Clique aqui para ler mais conteúdos do Oh My God! by POPline. Tem listas, curiosidades, virais, celebs, k-pop, reality shows e muito mais sobre cultura pop!

Escrito por Carolina Stramasso

Manu Rios, de “Elite”, explica como foi gravar as cenas de sexo

Anitta investe em múltiplos feats internacionais ao mesmo tempo

Anitta investe em múltiplos feats internacionais ao mesmo tempo