Mari Fernandez no quadro DANCEline
in ,

DANCEline: Mari Fernandez fala sobre o poder feminino no forró

Além do papo, a cantora ensinou o challenge de “Não, Não Vou” na live de dança

Que Mari Fernandez arrasa no ritmo piseiro e representa as mulheres no gênero a gente já sabe. Mas, na última quarta (29), além do vozeirão, ela provou que tem talento também na dança ao participar do quadro DANCEline, onde mostrou a coreografia de seu último single, “Não, Não Vou“. Ela aproveitou para falar um pouco mais sobre sua carreira e a emoção de ser a primeira artista feminina do forró a alcançar o topo das paradas.

Os passos de “Não, Não Vou” são relativamente fáceis se comparados a outros challenges de dança. Mari explicou que, antes de lançarem a música, perceberam que daria para encaixar uma coreografia no refrão “chiclete”, então seu empresário lançou um vídeo com a esposa e viralizou.

DANCEline com Mari Fernandez

“A gente não imaginava que ela fosse viralizar como ela viralizou. A gente resolveu trabalhar a música dessa maneira, a música tinha uma letra num refrão que dava pra fazer uma coreografia, foi onde meu empresário lançou o clipe de divulgação da musica com a esposa dele dançando. Através desse vídeo, naturalmente, todo mundo começou a fazer a dancinha”, contou.

Depois do sucesso, a cantora revelou estar surpresa com a quantidade de pessoas que estão fazendo vídeos de dança: “muita gente que não fazia dancinha tá fazendo essa porque é uma dança simples, não é uma dança com dificuldade“. Inclusive, Daya Luz, apresentadora do quadro, admitiu já ter postado a coreografia com o marido.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por DAYA LUZ (@dayaluz)

Representatividade feminina

Mari Fernandez conquistou o topo das paradas com “Não, Não Vou“, assumindo o Top 1 das mais tocadas no Spotify Brasil. Esta posição lhe rendeu o marco histórico de primeira mulher do forró a alcançar o topo das paradas. “É uma honra ser uma das primeiras mulheres, espero que venham bastante mulheres por aí no piseiro“, disse.

Alisson Jordan, também apresentador do quadro, a questionou se ela já havia sofrido algum tipo de preconceito entre os homens, e ela confessou que nunca passou por nenhuma situação do tipo: “Graças a deus todo mundo tá abraçando o projeto. Eu to muito feliz, graças a deus to tendo muito apoio“. Daya completou: “fico muito feliz de ver cada vez mais mulheres atingindo grandes e grandes conquistas

Assista ao programa completo

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por POPline 🎧 (@portalpopline)

Escrito por Nicole Lopes

“A Gossip Girl devia ter sido outra personagem”, diz criador da série

TikToker Giana Mello aposta na música: "um dos meios mais difíceis"

TikToker Giana Mello aposta na música: “um dos meios mais difíceis”