in

Conheça Rosalía, o fenômeno espanhol e atração musical do EMA 2018

Rosalía está entre os badalados artistas que se apresentarão no EMA 2018 neste domingo (4/11). A cantora espanhola – que mistura Flamenco com música pop – estará em casa na cerimônia a ser realizada na cidade de Bilbau e é nome conhecido na comunidade da música latina e hispânica, mas se você ainda não está familiarizado com o rosto, nome e toda a estética visual que a artista imprime, é bom ficar de olho.

Um dos motivos é que será no palco do EMA que Rosalía fará a maior apresentação até agora da “era” do seu novo álbum. “El Mal Querer” sai nesta sexta-feira (2), via Sony Music, e depois de shows no tradicional programa de TV “Later… With Jools Holland”, da BBC, e um gratuito em plena Times Square a artista certamente prepara algo grandioso. “El Mal Querer” é um álbum cheio de conceito com faixas tratadas como capítulos e que fala sobre um relacionamento tóxico em que Rosalía passará por várias etapas dessa união faixa-a-faixa: o amor, as brigas, a lamentação, o aprisionamento, o poder. Três amostras do projeto já podem ser ouvidas e seus clipes assistidos: “MALAMENTE (Cap. 1: Augurio)”, “PIENSO EN TU MIRÁ (Cap. 3: Celos)” e “DI MI NOMBRE (Cap. 8: Éxtasis)”. “MALAMENTE” está indicado sozinho a cinco categorias no Grammy Latino, incluindo Música do Ano e Gravação do Ano. Mais uma razão para te provar que ela é um nome a ser conhecido. Ano passado a cantora de 26 anos também foi indicada ao Grammy Latino como “Artista Revelação”.

Mas antes de você mergulhar no universo de “El Mal Querer”, a gente vai te contar outras razões para prestar atenção em Rosalía. Ela foi recentemente nomeada a “Mulher do Ano” pela revista masculina El País e recebeu o prêmio das mãos de ninguém menos que Pedro Almodóvar. A escolha do diretor não foi aleatória. Rosalía vai estrear em 2019 nos cinemas no filme “Dolor y Gloria” que será lançado por Almodóvar ainda com Antonio Banderas e Penélope Cruz no elenco.

Além de Pedro Almodóvar, outros grandes nomes já atestaram o talento da artista. Lana Del Rey, por exemplo, segue Rosalía nas redes sociais. Charli XCX, Dua Lipa, Khalid, Diplo e Alejandro Sanz também disseram que adoram o trabalho da jovem. J Balvin gravou uma música com ela, “Brillo”, para o álbum platinado “Vibras” e Pharrell Williams também sentou à mesa de um estúdio de gravação para produzir para a cantora a faixa “Aute Cuture”. Em “El Mal Querer” ela trabalhou sozinha lado a lado com o produtor El Guincho (Björk) em todo o projeto, tem o coletivo CANADA (Keane, The Vaccines) como diretor de seus clipes e na sua equipe está Charm La’Donna, coreógrafo de Kendrick Lamar.

Com o disco ainda não lançado e já estabelecendo Rosalía entre os artistas quentes no momento, a artista divide a agenda entre a divulgação do projeto e sessões em estúdio com grandes produtores sem ligação com a música latina. A informação é da Billboard, que descreveu a cantora em uma recente matéria como uma artista que “desafia uma definição fácil”. O próximo passo é certamente o mainstream internacional.

E há tempo ela se prepara para isso. Desde os 10 anos ela repete aos pais que a música é seu caminho. Estudou piano, guitarra, se apresentou em bares e conheceu o flamenco. O gênero que mais influencia a artista graduada pela Catalunya College of Music, de Barcelona. A escalada levou ao primeiro disco “Los Ángeles” (lançado ano passado) título de responsável pela reinvenção do flamenco, à indicação de revelação ao Grammy Latino e entre outros prêmios, o da imprensa espanhola de o “melhor disco espanhol de 2017”.

O céu é o limite para esta jovem artista. Fique de olho.

Escrito por Amanda Faia

LSD (trio de Labrinth, Sia e Diplo) lança a nova música “Mountains”

Ator Timothee Chalamet responde se prefere Cardi B ou Nicki Minaj