in

Combatendo padrões, Halsey se auto-intitula a “anti-popstar”

Nesta sexta-feira (28) os fãs da Halsey perceberam que ela mudou sua descrição nas redes sociais. No campo reservada para uma breve biografia, ela escreveu: “the anti-popstar”, ou seja, ela afirma que é o inverso de uma estrela do pop comum.

Halsey sempre usou seu sucesso para ser ativista, defendendo a comunidade negra e LGBTQ, por exemplo, em ambas ela se considera parte. Em recente entrevista ao Portal POPline, Halsey falou como usa sua arte para a inclusão. “As pessoas não fazem arte porque se sentem confortáveis, elas fazem porque se sentem desconfortáveis. Você faz porque se sente sozinho, confuso, complicado, e as pessoas começam a se identificar com você, percebendo que não está louco, ou exagerando”, refletiu.

Apesar de aparentemente se encaixar nos “padrões de beleza” tradicionais, Halsey afirma sofrer preconceito por ser bissexual. Ela também não nega sua veia de origem negra. “Uma das minhas grandes piadas há muito tempo era ‘eu pareço branca, mas ainda tenho meninos brancos na minha vida me perguntando por que meus mamilos são marrons’. De vez em quando eu experimento esses conflitos raciais. Eu pareço uma garota branca, mas não me sinto vontade. Eu sou uma mulher negra. Quando eu estava crescendo, não sabia se deveria amar a TLC ou a Britney”, declarou ela em entrevista à Playboy de 2017.

Tal declaração causou polêmica, já que, aparentemente, ela é branca. No entanto, seu pai negro é sua justificativa para afirmar que faz parte, sim, dessa comunidade.

E aí, você concorda que Halsey seria uma “anti-popstar”?

Escrito por Caian Nunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os integrantes do BTS são citados em lista dos rostos masculinos mais belos de 2018

Novo reality show musical que estreará nos Estados Unidos tem competição de cantores famosos mascarados