Casa Gucci: Lady Gaga incluiu fala fora do script no filme
(Foto: Getty Images / Uso autorizado POPline)
in ,

Casa Gucci: Lady Gaga incluiu fala fora do script no filme

No filme, Lady Gaga fala “em nome do Pai, do filho e da Casa Gucci”. Foi um improviso.

Divulgando o filme “Casa Gucci”, Lady Gaga revelou que incluiu uma fala que originalmente não estava no script. Em uma das cenas, sua personagem, Patrizia Reggiani, diz “Father, son, House of Gucci” (Em nome do Pai, do filho e da Casa Gucci), como uma oração.

Leia mais:

“Foi algo que Jared [Leto] e eu criamos juntos”, Lady Gaga contou em entrevista ao ET, explicando que foi um improviso. “Em nome do Pai, do filho e da Casa Gucci? Bem, fizemos na primeira vez e então mantivemos”, disse.

“Essas coisas vinham até nós. Acho que vinham de um lugar real de muita espontaneidade no set. Você pode fazer o máximo de trabalho possível antes e, então, quando chega lá, simplesmente bota para fora e conversa um com o outro”, completa.

Casa Gucci: Lady Gaga incluiu fala fora do script no filme
(Foto: Getty Images / Uso autorizado POPline)

Lady Gaga detalha pesquisa para viver Patrizia Regianni em “Casa Gucci”

Gaga interpreta Patrizia Regianni, mandante do assassinado do ex-marido Maurizio Gucci, no filme dirigido por Ridley Scott com o roteiro de Sara Gay Forden e baseado na história real. O crime aconteceu em 1995 e Patrizia passou 18 anos na prisão. Ela disse que ele “não merecia viver”. Em entrevista à Grazia UK, Gaga detalhou o seu preparo para interpretar a personagem:

“Muito sobre Patrizia ficou comigo. Sua força realmente estava comigo. E também, eu diria que, muita gente não sabe disso mas, quando ela se casou com o Mauricio Gucci, a família inteira dele deu as costas para ele, então ela não casou por dinheiro. E, quando ele também foi assassinado, eles se divorciaram. Então não havia nada em jogo financeiramente para ela quando tudo isso aconteceu, o que eu achei fascinante como mulher porque pensei: “Oh, foi porque ela estava magoada. Então é porque foi amor. Eu passei muito tempo, passei seis meses trabalhando no sotaque e também me aprofundando, como uma jornalista, em sua vida e em suas vidas para ver quais foram os momentos em que ela foi magoada, excluída, traumatizada. E como então isso a motivou para o assassinato?”, disse Gaga.

Escrito por Leonardo Torres

Rico e Aline fazem as pazes em “A Fazenda 13”: “Senti sua falta”

Crianças portuguesas “falam como brasileiros” por causa de Luccas Neto