in ,

Carnaval de Salvador pode não acontecer em 2021 se não houver vacina contra o coronavírus, diz governador da Bahia

Foto: hakimsurf.tumblr

Em fevereiro, quando aconteceu o carnaval de 2020, o Brasil seguia seu rumo normal. Como de costume, Salvador ficou lotada de turistas e foliões para a famosa festa de rua. No entanto, poucas semanas depois, surgiu a pandemia do coronavírus. Desde então, as aglomerações foram proibidas e, portanto, os shows ao vivo não se tornaram mais viáveis. Não há uma data certa para que isso acabe, mas todo cuidado é pouco. Tal situação pode arriscar o carnaval de 2021. Foi o que disse Rui Costa, Governador da Bahia.

Nesta 30 de abril, o político confirmou que o Carnaval está mesmo ameaçado de não acontecer caso não seja liberada uma vacina contra o coronavírus. Até lá, a situação pode até ter sido controlada, mas sem essa vacina, a aglomeração pode gerar novo surto.

“[Não haverá] nem Carnaval, nem Réveillon. Não só no Brasil, no mundo inteiro. Não haverá show enquanto não tiver a vacina porque nós podemos ter uma segunda ou terceira onda de contaminação e matar milhões de pessoas”, disse Costa em entrevista à TV Itapoan.

Caso isso aconteça, será um golpe duro no impacto cultural, além da economia brasileira. Por enquanto, as festas de São João já foram canceladas. Essa é a festa mais popular no calendário baiano com festas em mais de 300 cidades. Apesar da situação triste, a prioridade agora é manter a saúde da população.

Escrito por Caian Nunes

AO VIVO: Acompanhe a live do “Festival do Orgulho” com shows de Pabllo Vittar, Pepita, Aretuza Lovi, Mateus Carrilho e Urias

Matheus e Kauan faz segunda “live” em clima de barzinho de jazz