in

Cardi B nega que seja a responsável por publicação de meme transfóbico em sua página de Facebook

Uma publicação na página oficial da Cardi B no Facebook no domingo (16/9) chamou muita atenção. Na imagem, um cartoon olha pela janela e há uma legenda inserida por cima dizendo “espero que ninguém veja esse [termo depreciativo e transfóbico] deixando a minha casa” além de emojis gargalhando e de caveira.

A publicação foi ferozmente rejeitada e Cardi B cobrada pela postagem. A ariz Laverne Cox foi uma que, sem citar nomes, reprovou a conduta veementemente. “Eu sou uma grande defensora do livre discurso, mas enquanto for socialmente aceitável fazer piadas sobre pessoas trans, fazer e compartilhar memes depreciativos e que humilham os colegas trans, os colegas trans sempre serão assassinados e tendo os direitos civis negados”, comentou nas redes sociais usando ainda as hashtags “Trans é Belo” e “Direitos Trans são Direitos Humanos”.

Também por meio do Twitter, Cardi B negou que seja a responsável pelo compartilhamento e acusou uma pessoa de sua equipe. “Chamou a minha atenção a existência de publicações ofensivas em minha página no Facebook. No último um ano e meio, um EX integrante da equipe é o único acesso a conta”, escreveu.

Não é a primeira vez que Cardi tem seu nome envolvido com acusações de intolerância. Em um vídeo em janeiro, como reforça a matéria sobre o assunto da Cosmopolitan, Cardi usou um termo depreciativo e depois pediu desculpas. “Não sabia que era uma palavra errada porque as pessoas trans usam”, disse.

Escrito por Amanda Faia

“Closer”: The Chainsmokers e Halsey celebram certificado de diamante

BLACKPINK é agora a girlband com o maior número de inscritos do Youtube