in

Cardi B é processada por modelo que aparece na capa de sua mixtape

Muito antes de “Bodak Yellow” e seu imenso sucesso, Cardi B lançou uma mixtape, atitude bastante comum entre rappers, tanto iniciantes como veteranos. Com 17 faixas, a mixtape “Gangsta Bitch Music Vol. 1” foi lançada em março de 2016 com uma capa bastante polêmica.

Na imagem, Cardi B toma uma cerveja enquanto insinua estar recebendo sexo oral de um homem bastante tatuado. E é exatamente esse homem, o modelo Kevin Brophy, que está processando a rapper por uso indevido de imagem.

Apesar de não se ver o rosto do modelo na capa da mixtape, as tatuagens em suas costas são bastante distintas e únicas e Kevin tem 100% de certeza que aquele homem na capa é ele, por causa da tatuagem de um tigre lutando com uma cobra, que ele possui há 10 anos.

De acordo com documentos obtidos pela imprensa norte-americana, Kevin afirma nunca ter sequer conhecido Cardi B ou falado com sua equipe e muito menos assinou a liberação de sua imagem para uso na capa de sua mixtape. Agora, o modelo está processando a rapper e seus empresários e pede por pelo menos 5 milhões de dólares.

Escrito por Kavad Medeiros

New Music Fridays: Clean Bandit, Chris Brown, Walk the Moon e mais!

Crítica especializada não poupa elogios ao “Meaning Of Life”, novo álbum da Kelly Clarkson