in

Cardi B é capa da revista New York e fala sobre feminismo: “eu nem quero me considerar nada”

Em novembro de 2016, Cardi B foi capa da revista Vibe com a palavra “feminista” a definindo na manchete. Com isso, ela recebeu comentários negativos. Ela respondeu as críticas, na época: “O problema é que ser feminista é algo tão grande, mas vocês não querem que eu seja grande”.

Um ano depois, a rapper estourou com seu single “Bodak Yellow” e voltou a falar sobre o assunto para a revista New York. “Eu nem quero me considerar nada”, disse ela. “Aqui está o motivo pelo o que os otários me derrubaram quando se trata dessa palavra. As pessoas pensam que pra ser ser feminista tem que ir a escola. Elas usam saias longas como uma maldita primeira-dama. Isso não é ser feminista. Ser feminista é querer igualdade”, soltou ela.

Essa é a segunda capa de grande importância de Cardi B. Em outubro, ela estampou a Rolling Stone.

Escrito por Caian Nunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Kelly Clarkson dá show de potência vocal em nova performance do single “Love So Soft”

ROCKline: Billy Corgan compara o Nickelback com pornografia e diz que Chad Kroeger “é um ótimo compositor”