Camren: fãs se arrependem de shippar Lauren e Camila
(Foto: Getty Images /Uso autorizado POPline)
in ,

Camren: fãs se arrependem de shippar Lauren e Camila

Lauren Jauregui desabafou sobre como shipper com Camila Cabello a fazia se sentir na época do Fifth Harmony.

Muitos fãs do Fifth Harmony passaram anos pedindo que Lauren Jauregui dissesse algo sobre o shipper “Camren” – dela com Camila Cabello. Alguns admiradores do grupo juravam que elas, de fato, tinham um namoro. Lauren finalmente tocou no tema, em uma entrevista nesta quinta (29/10), e chocou o público com seu desabafo.

Resultado: muitos fãs estão arrependidos de terem shippado as duas cantoras, porque entenderam que fizeram Lauren se sentir mal consigo mesma.

Camren: fãs se arrependem de shippar Lauren e Camila
(Foto: Getty Images /Uso autorizado POPline)

É fácil ver as lamentações no Twitter. A galera acreditou nesse romance secreto por tanto tempo que ouvir Lauren Jauregui dizer o contrário, com tanta genuinidade, abalou o emocional dos fãs. Confira:

Afinal, o que Lauren Jauregui falou?

Em entrevista ao podcast “En La Sala”, Lauren Jauregui contou a Becky G se sentiu sexualizada com o shipper. “As pessoas pensavam que Camila e eu gostávamos uma da outra, e isso me deixou muito desconfortável. Foi repugnantemente tão desconfortável, porque eu era queer, mas ela não era”, disse, sobre ser bissexual e Camila heterossexual.

Veja o vídeo da Lauren falando de Camren:

“Isso me fez sentir como uma predadora por causa do tipo de clipes que as pessoas montavam, o tipo de histórias que as pessoas escreviam. Eu sempre era a agressora e era sempre aquela que transformava ela (em bissexual). Eu sempre fui aquela que tinha uma energia “masculina” no cenário, e isso me deixou muito desconfortável porque não é assim que me identifico. Isso não quer dizer que seja errado, se identificar com isso”, declarou.

A cantora fez questão de dizer que não tinha o tipo de ligação que o público via entre ela e Camila Cabello. Elas apenas eram boas amigas na época.

“Nós nos respeitávamos. Quando uma ou outra falava, olhávamos uma para a outra. Tínhamos amor uma pela outra, como uma amizade genuína. Na cultura latina, enquanto crescia, eu era muito carinhosa com todos os meus amigos”, explicou.

Escrito por Leonardo Torres

Divulgação/CISAC

Relatório da CISAC aponta que royalties dos criadores globais deverão diminuir em até € 3,5 bilhões em 2020

Alok relembra acidente de avião que mudou sua vida: ‘Presenciei um milagre’