banner com link para rádio globo
(Foto: Twitter/Instagram @alok)
in ,

Cadê os Yanomami? Alok pede respostas após sumiço de comunidade indígena

Tópico está entre os assuntos mais comentados do Twitter brasileiro nesta terça-feira (3)

Alok é um grande apoiador da causa indígena no Brasil e nesta terça-feira (3) usou sua influência para pedir respostas após o sumiço de moradores da comunidade Yanomami. “CADÊ OS YANOMAMI?”, escrita em caixa alta, tornou-se um dos dez assuntos mais comentados do Twitter brasileiro e alude à apuração da denúncia de estupro e morte de uma adolescente, e do desaparecimento de uma criança no rio Uraricoera em meio ao avanço do garimpo ilegal.

(Foto: Instagram @alok)

Leia mais:

Despontando em 4º lugar no trending topics até a publicação desta matéria, o tópico segue repercutindo por jornalistas, líderes indígenas, políticos e artistas, como o DJ Alok. Registros mostram que uma comunidade Yanomami foi incendiada e seus moradores sumiram.

Em duas postagens, Alok reforçou a pergunta “CADÊ OS YANOMAMI?”. Em uma delas, compartilhou o vídeo publicado pela líder indígena Thyara Patax, que diz:

“Comunidade Indígena YANOMAMI que teve a criança de 12 anos ESTUPRADA até a morte e uma criança de 3 anos jogada no rio por garimpeiros ilegais, foi incendiada. Os garimpeiros ainda levaram um bebê da comunidade e até o momento não se sabe onde estar o rett da comunidade”.

Na mesma rede social, o deputado federal Marcelo Freixo (Psol-RJ) acusou o governo de Jair Bolsonaro de estimular o garimpo ilegal na Terra Yanomami: “O governo Jair Bolsonaro é responsável pelas barbaridades que garimpeiros ilegais estão praticando contra o povo Yanomami em Roraima. Em vez de combater os criminosos, o presidente da República usa o cargo para estimular as ações de bandidos.”

Já o ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, escreveu: “Dia após dia continuam a surgir denúncias de massacre aos Yanomamis. Uma comunidade com mais de 20 indígenas sumiu. Não acredito que fugiram, não é do feitio do bravo povo originário. Cobro uma forte investigação sobre esse caso e pergunto: CADÊ OS YANOMAMI?”.

Essa não é a primeira vez que Alok expõe crimes de garimpeiros na Terra Yanomami

Há quase um ano, no dia 11 de maio de 2021, o DJ Alok pediu apoio aos indígenas da comunidade Palimiú, na Terra Indígena Yanomami, Roraima, que foram alvo de um ataque de garimpeiros. O conflito deixou ao menos cinco feridos.

“Por favor compartilhem esse vídeo. Quanta covardia e crueldade. A comunidade Yanomami só quer viver em paz”, disse Alok na época.

A Terra Yanomami é a maior reserva indígena do Brasil, com quase 10 milhões de hectares entre os estados de Roraima e Amazonas. Cerca de 27 mil indígenas vivem na região, que é alvo de garimpeiros que invadem a terra em busca da extração ilegal de ouro.

Curtiu esta matéria? Leia mais conteúdos do Oh My God! by POPline. Tem listas, curiosidades, virais, celebs, k-pop, reality shows e muito mais sobre cultura pop!

Escrito por Carolina Stramasso

Paul McCartney e John Lennon cantam “I’ve Got A Feeling” ao vivo

Após viralizar nas redes e virar meme, Kailia Posey morre aos 16 anos