BTS mais um recorde
Foto: Wall Street Journal
in ,

BTS: Edição do Wall Street Journal com Jimin na capa se torna uma das revistas mais vendidas na Coreia do Sul

Membros do BTS foram eleitos pela revista como “inovadores do ano”.

E o BTS continua atingindo recordes… Só que dessa vez, não é exatamente com música, mas sim com revista! Sim, isso aconteceu!

A revista Wall Street Journal recentemente publicou edições especiais com o BTS. Cada membro ganhou uma capa, inclusive o Jimin. Foi especificamente a dele, no entanto, que se tornou uma das revistas mais vendida da Coreia do Sul!

Relembre a capa:

BTS reconhecimento mundial
Foto: Wall Street Journal

Com base nos registros de duas das maiores livrarias online da Coreia do Sul, divulgados em 16 de novembro. A capa ficou em 10º lugar no site da Interpark e em 6º no gráfico mensal do Yes24.

A revista solo de Jimin também é a única revista com uma única pessoa na capa que se classificou entre as 10 mais vendidos no Interpark e no Yes24. Realmente, as pessoas quiseram ter essa “belezura” em casa e foram comprar em massa!

BTS sucesso
Foto: Wall Street Journal

O BTS foi eleito pelo Wall Street Journal  como os maiores inovadores de 2020. Afinal, eles estão quebrando fronteiras e levando o K-POP para o mundo!

BTS fala sobre os bastidores de gravação de “BE”

Donos de um dos álbuns mais bem-sucedidos de 2020, os meninos do BTS contaram fatos curiosos dos bastidores de gravação de “BE”. E não foi a toa que o disco bateu a marca de 1 milhão de vendas em apenas 30 minutos de lançamento. Porque RM, Jimin, Suga, J-Hope, Jungkook, V Jin suaram a camisa. Além de colocarem voz nas faixas, eles participaram de todo o processo, desde a produção da música, videografia, estilo, design de embalagem.

Foi a primeira vez que os sete rapazes estiveram mais atuantes na concepção de toda a era que estava por vir. Muito disso se deve ao fato da pandemia do novo coronavírus ter freado as viagens do grupo. “Quando vi o plano para o álbum pensei que deveria incluir todas as emoções que estava sentindo. Então eu comecei o álbum fazendo com essas emoções em mente”, declarou J-Hope.

Desde 2013 no cenário pop mundial, os cantores viram, pela primeira vez em anos, a oportunidade de manter uma rotina mais tranquila. O que ajudou o processo de criação do disco. “Eu finalmente consegui ter uma vida normal. Como não vamos para o exterior, posso aproveitar o dia. A vida que acabei de mencionar é acordar de manhã, arrumar a cama, tomar suplementos e regar as plantas. É o cotidiano que não tive nos últimos seis ou sete anos”, destacou RM.

O mesmo pensamento acompanha J-Hope. “Mas como agora, as coisas estão muito diferentes de como eram quando estávamos em turnê, podemos aproveitar nossa vida”, diz. “Posso ver minha família com mais frequência. Também posso ver Tannie com mais frequência”, completa V, mencionando sua cadelinha, já amada pelo fãs do grupo K-Pop.

Escrito por Caian Nunes

Veja como será a decoração do “BBB 21”, que será o mais longo da história

Quem é quem na final de “The Voice Brasil”?