(Foto: Instagram @xuxameneghel/ONU)
in ,

“Se você apoia Bolsonaro, deixe de me seguir”, diz Xuxa no Instagram

Apresentadora também chamou o presidente de “genocida” em sua postagem na rede social

Xuxa Meneghel usou suas redes sociais no último domingo (10) para reforçar seu posicionamento contra Jair Bolsonaro. Chamando-o de “genocida”, a apresentadora deu sua opinião sobre o fato do presidente ter sido barrado de um jogo do Santos por falta de vacinação contra Covid-19.

(Foto: Instagram @xuxameneghel)

Leia mais:

Bolsonaro é abertamente contra o imunizante, já banalizou a doença e as vítimas diversas vezes, e contestou a lei que o barrou do jogo alegando que ele “teria mais anticorpos do que quem tomou a vacina“.

Xuxa compartilhou o vídeo do presidente e, na legenda, teceu inúmeras críticas. “Estamos em uma pandemia, a lei serve para todos, porque assim protegemos as pessoas, já morreram 600 mil pessoas. Porque precisamos seguir o que os cientistas, médicos e a Organização Mundial da Saúde pedem”, começou.

Em outro trecho, ela xinga o presidente e pede para que seus apoiadores deixem de segui-la no Instagram.

“Quem não faz isso, não segue as regras mundiais é genocida (e ainda tem gente que vai querer argumentar). Por favor, deixe de me seguir, deixe de falar comigo. E você que é a favor da vida, assine o impeachment agora”, publicou.

 

View this post on Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Xuxa Meneghel (@xuxameneghel)

Bolsonaro rebate Xuxa

No mesmo dia, Bolsonaro respondeu às críticas de Xuxa. Em uma publicação no Twitter, ele escreveu:

“Se você apoia Xuxa, peço que nos siga”, disse o presidente. “Seria uma satisfação apontar fatos omitidos para que possamos sempre melhorar e unir nosso país!”

Curtiu esta matéria? Clique aqui para ler mais conteúdos do Oh My God! by POPline. Tem listas, curiosidades, virais, celebs, k-pop, reality shows e muito mais sobre cultura pop!

Escrito por Carolina Stramasso

Festival Coachella muda política de vacinação obrigatória

Vitão rebate críticas: "vai trabalhar"

Vitão rebate críticas: “vai trabalhar”