sem ataques pessoais Billie Eilish
Foto: Apple+
in ,

Billie Eilish pede que os fãs “sejam gentis” após revelação de namoro conturbado

Documentário fez grandes revelações.

O documentário da Billie Eilish, “The World A Little Blurry”, da Apple TV+, acabou revelando detalhes da vida pessoal da cantora que o público nem estava sabendo. Um deles foi com o namoro com Brandon Quention Adams, conhecido como 7: AMP.

Quando namoraram, ela tinha 16 anos e ele 22. Embora ela o descreva como uma boa pessoa, situações fizeram com que o namoro dando certo. Um exemplo é que ele dirigia embriagado e tinha acessos de raiva, socando a parede e quebrando a mão.

Billie Eilish e 7: AMP. Foto: Reprodução de vídeo

Sem ataques na internet

Com a revelação do documentário, Billie Eilish fez questão de pedir aos fãs que não ataquem o seu ex-namorado. “Aos meus fãs, se lembrem de serem gentis com as pessoas, não importa o motivo! Eu amo vocês, pessoal, obrigada por me proteger, mas sejam legais“, escreveu ela.

O rapper 7: AMP também deu um aviso rápido: “Sempre há dois lados de uma situação”. Ele não chegou a se aprofundar, mas deu a entender que poderia não estar tão errado nessa história.

No documentário, ela revelou que ainda ama o rapaz: “Eu não parei de ter amor por ele. Eu só passei um tempo longe dele por um tempo e pensei, ‘Uau, estou perdendo muito porque estou preocupada com você o tempo todo e não quero o que você quer e você não quer o que eu quero‘”, refletiu.

Maior medo de Billie Eilish tem a ver com seus fãs; entenda!

Billie Eilish está vivendo um grande momento em sua carreira com a iminente estreia de seu documentário “World’s A Little Blurry”. Mas, enquanto a produção não é lançada, a artista vem dando diversas entrevistas e, em uma delas, revelou que seu “maior medo” tem a ver com seus fãs!

Foto: Reprodução Internet

Mas, calma! A declaração de Billie não está relacionada a uma questão negativa com seus admiradores. Na verdade, o maior medo da cantora envolve exclusivamente a forma como ela trata os fãs.

Eu queria ser um artista que eu gostaria de ser fã“, revelou Billie, no programa “The Late Show with Stephen Colbert” na noite da última terça-feira (23).

“A ideia de que alguém poderia me conhecer e ter uma experiência ruim me faz querer pular de um penhasco, sério. Quero que todas as pessoas com as quais eu tenho contato se sintam muito bem”.

Na entrevista, ela também deu alguns detalhes sobre sua vida pessoal ao falar sobre o tempo em que passou de quarentena em razão da pandemia da Covid-19.

“O ano foi uma porcaria e se eu pudesse voltar e mudá-lo, eu o faria, mas ao mesmo tempo, estou com mais tempo livre do que jamais tive”, disse. “E, claro, acho que isso vale para todos. Mas pra mim foi muito verdade. Duas semanas na quarentena foi o máximo de tempo que tive de folga em cerca de quatro anos“.

Mas nesse tempo, a artista não deixou de trabalhar e declarou ter feito um álbum completo durante a pandemia.

“Acho que não teria feito o mesmo álbum, se não fosse pela Covid. Isso não significa que o álbum fale sobre a doença, mas sim que, quando as coisas são diferentes em sua vida, você é diferente. É assim que as coisas são. Então, tenho que agradecer a Covid por isso, e é só isso”.

Escrito por Caian Nunes

BTS fenômeno

BTS: Jungkook faz marca de chá subir 500% em vendas

Spotify Audience Network: conheça a nova plataforma que promete melhorar o impacto de anúncios