in ,

Beyoncé: ‘Break My Soul’ vira hino de onda de pedidos de demissão nos EUA

Há mais de 10 milhões de vagas de emprego abertas, mas as pessoas não querem isso para elas.

Foto: Getty Images

As músicas da Beyoncé costumam ter impacto social e não poderia ser diferente com  “Break My Soul”. Com a sonoridade dançante dos anos 90, você poderia imaginar que é somente uma batida legal para curtir, mas tem muito por trás. Um desses significados surgiu de maneira orgânica e tem a ver com a economia dos Estados Unidos.

Nos Estados Unidos, está sendo registrada uma onda de pedidos de demissão. Atualmente, há mais de 10 milhões de vagas disponíveis, mas as pessoas não querem preenchê-las. Com isso, a música ‘Break My Soul” foi considerada o hino desse movimento que é chamado de “Grande Renúncia”.

Beyoncé: 'Break My Soul' vira hino de onda de pedidos de demissão nos EUA
Foto: Theo Wargo/Getty Images

Leia Mais:

A letra tem muito a ver com a Grande Renúncia

Beyoncé deixa claro na letra que cansou de um trabalho exaustivo e vai procurar um outro caminho. É isso que muitos dos estadunidenses estão vivendo, seja pela insatisfação pela questão salarial ou por perceberem que a vida é muito curta para se dedicarem a coisas que não gostam.

Eu acabei de pedir demissão, vou achar meu novo caminho, trabalhei muito duro”, diz um trecho da faixa, traduzindo para o português.

Beyoncé não incentiva que as pessoas fiquem desempregadas, mas que achem a libertação procurando algo que as satisfaçam. Vale ressaltar que esse é um movimento que já acontecia e a letra veio a calhar.

Apesar disso, há pessoas que estão, de fato, se demitindo depois de ouvir a Beyoncé. “É como um sinal“, dizem alguns.

Especialistas falam sobre o efeito ‘Break My Soul’

Esse impacto cultural é visto como algo positivo para a sociedade. Afinal, a música pode ter grande força para provocar mudanças.

O que eu aprecio nela é que ela usa sua plataforma com responsabilidade; nem todo artista conhecido ou comercial com uma plataforma tão grande faz isso. Ela realmente afeta a geração mais jovem“, falou Terri Lyne Carrington, fundadora do Berklee Institute of Jazz and Gender Justice.

A inflação nos Estados Unidos está alta e, mesmo aqueles que trabalham, têm seus salários consumidos rapidamente. “Sei que as pessoas estão dizendo que Beyoncé me disse para deixar meu emprego. Não tenho certeza se essa é necessariamente a intenção dela, porque também não acho que ela queira que as pessoas passem fome“, disse Carrington.

No final das contas, a intenção está sendo vista como algo revolucionário e pode ser um ponto de virada no mercado de trabalho.

Acho que realmente fala com o momento e fala do fato de que as pessoas estão cansadas de serem tratadas injustamente, mal pagas, subestimadas, todas essas coisas“, disse a especialista. “Se todos pudéssemos sentir que estamos realmente criando valor com nosso trabalho, acho que esse é o quadro geral“, completa.

Escrito por Caian Nunes

“The Boys”: Episódio “Herogasm” tem cena de zoofilia

“Encontro” comemora 10 anos ao som de Jota Quest; assista!