Gilberto se muda para apartamento melhor após o "BBB21" (Foto: Instagram/@gilnogueiraofc)
in ,

BBB 21: Gilberto lançará biografia como “ato de resistência”

O recente ataque homofóbico que Gil sofreu serviu de motivação para contar sua história

Falou “Ai, Brasil” a gente já sabe, né? Gil do Vigor na área. O economista segue colhendo os frutos de sua participação no “BBB 21” e na noite da sexta-feira (14) compartilhou com os fãs uma novidade. Ele assinou com a editora Globo Livros e está escrevendo seu primeiro livro, uma biografia.

(Foto: Reprodução Instagram/@gilnogueiraofc)

Gilberto usou as redes sociais para contar a novidade que, segundo ele, estará disponível a partir de junho. Segundo ele, o recente ataque homofóbico que sofreu lhe serviu de motivação para contar sua história.

“Eu tô muito chique, muito fino e não sou obrigado a nada. Não pude levar livro para o BBB, então eu me tornei livro. […] Vai ter muita alegria, muito regojizo e muita cachorrada”, comemorou ele, em um vídeo postado no Instagram”.

Na legenda do post Gil também escreveu.

“Em um dia como esse – em que fui vítima de um ataque homofóbico – é cada vez mais importante contar minha história. Estava muito animado para contar isso para vocês. E com o que aconteceu hoje, meu livro – que será lançado pela Globo Livros – virou um ato de resistência também”.

Gilberto rebate ataque homofóbico de conselheiro do Sport

Gilberto foi vítima de um ataque homofóbico de um dos membros do conselho do Sport. Além de um torcedor fiel do time, Gil recebeu algumas homenagens do clube assim que deixou o reality show.

Na última sexta-feira (14), um áudio em que um dos conselheiros do time, o advogado Flávio Koury critica a “dancinha” feita pelo ex-brother na Ilha do Retiro, sede oficial do clube, foi divulgado nas redes sociais. “Fiz a solicitação formal, porque este senhor [Gil] não pode representar o Sport. Ele não tem respeito por ninguém, ofende diretores, técnicos, jogadores, e, agora, parte da nossa torcida. Não há espaço para quem pensa dessa forma”, diz Koury no áudio.

Ele reclama da repercussão do vídeo em que Gil brinca com jogadores e reproduz o seu “tchaki tchaki” no estádio do time. “1,2 milhões de pessoas achando que o Sport só tem viado”, diz o advogado. “Se tivesse feito essa dancinha na casa dele ou no Bordel, eu não estava nem ai. Foi dentro da Ilha do Retiro, né, rapaz? Isso é ausência de vergonha na cara. É isso o que estamos vivendo. Não tem mais respeito por pai e filho. É depravação. É o retrato do que o PT [ Partido dos Trabalhadores] deixou pra gente”, finalizou.

Pelo Twitter, Gilberto deixou claro que providências legais serão tomadas.

Curtiu esta matéria? Clique aqui para ler mais conteúdos do Oh My God! by POPline. Tem listas, curiosidades, virais, celebs, k-pop, reality shows e muito mais sobre cultura pop!

Escrito por Carolina Stramasso

Fã da Lady Gaga

Lorena Simpson lembra que já foi chamada de “Lady Gaga do Brasil”

Olivia Rodrigo tem sua melhor estreia no Spotify com “good 4 u”