Banco Central autoriza pagamentos através do WhatsApp
Foto: WhatsApp/Divulgação
in

Banco Central autoriza pagamentos através do WhatsApp

Serviço foi suspenso no Brasil em junho de 2020, logo após o lançamento

O Banco Central do Brasil (BC) concedeu nessa semana a autorização para pagamentos através do WhatsApp. De acordo com o comunicado, foram liberados: dois arranjos de pagamento classificados como abertos de transferência, de depósito e pré-pago, domésticos, instituídos pela Visa e pela Mastercard; e da instituição de pagamentos na modalidade Iniciador de Transações de Pagamentos pela Facebook Pagamentos do Brasil Ltda.

Esses arranjos e instituição de pagamentos têm relação com a implementação do programa de pagamentos vinculado ao serviço de mensageria instantânea do WhatsApp (Programa Facebook Pay). As autorizações permitem que ele seja utilizado para realizar a transferência de recursos entre seus usuários. O serviço havia sido suspenso em junho de 2020, logo após o lançamento no Brasil e iniciou período de análise pelo Banco Central.

As autorizações dessa semana ainda não incluem os pleitos da Visa e da Mastercard para funcionamento dos arranjos de compra vinculados ao Programa Facebook Pay, que seguem em análise no BC. Segundo o anúncio, o BC acredita que as autorizações concedidas poderão abrir novas perspectivas de redução de custos para os usuários de serviços de pagamentos.

WhatsApp pagamentos no Brasil

Com o recurso de pagamentos no WhatsApp, além de ver os produtos no catálogo, os clientes também poderão fazer o pagamento do produto escolhido sem sair do WhatsApp. Ao simplificar o processo de pagamento, a empresa espera ajudar a trazer mais empresas para a economia digital e gerar mais oportunidades de crescimento.

“Além disso, enviar dinheiro para seus amigos e familiares vai ser tão fácil quanto enviar uma mensagem, o que é muito útil quando estamos fisicamente distantes. Como o recurso de pagamentos no WhatsApp é oferecido pelo Facebook Pay, no futuro, queremos que pessoas e empresas possam usar os mesmos dados de pagamento em toda a família de aplicativos do Facebook”, diz o comunicado do WhatsApp.

Segundo o WhatsApp, um dos pilares da criação do recurso de pagamentos é a segurança, e para evitar transações não autorizadas, será necessário informar um PIN de 6 dígitos ou usar a biometria do celular para autorizar cada transação. A princípio, os usuários poderão utilizar cartões de débito e crédito das bandeiras Visa e Mastercard emitidos pelo Banco do Brasil, Nubank e Sicredi. Porém, o modelo de programa é aberto e facilita a entrada de mais participantes no futuro. Todos os pagamentos serão processados pela Cielo.

Pessoas físicas poderão enviar dinheiro e fazer compras no WhatsApp sem taxas. As empresas pagarão uma taxa de processamento para receber pagamentos de clientes, uma prática comum para comerciantes que aceitam pagamentos com cartão de crédito.

O recurso de pagamentos no WhatsApp será disponibilizado gradualmente, saiba mais detalhes acessando aqui.

Escrito por Láisa Naiane

BBB 21: Pocah reclama com Juliette de comentário a comparando com Anitta

Demi feat. Ariana: veja o que estão dizendo sobre “Met Him Last Night”