in ,

Atitude 67 disponibiliza o terceiro clipe do EP “Casa 67”; assista a “Derenice”!

Foto: Divulgação

O grupo Atitude 67 lançou no início de julho um novo EP intitulado “Casa 67”. O trabalho conta com cinco faixas inéditas que misturam um pagode “turbinado”, com influências do reggae e do rap. Karan, Leandro, Pedrinho, Éric, GP e Regê estão juntos há quase 18 anos e contam com o apadrinhamento de Thiaguinho e têm Neymar como um dos maiores fãs.

Todas as faixas deste EP ganharão videoclipes gravados na casa onde o grupo mora. Depois de “Tão Linda” e “Magrela”, agora é a vez da faixa “Derenice”. “O clipe de cada música foi gravada em um cômodo da casa. Esta foi gravada na sala, que é o local de jogos de tabuleiro, de cerveja quando está frio e das rodas de violão. Nada melhor que isso em um álbum chamado ‘Casa 67’”, explica Pedrinho Pimenta, um dos vocalistas da banda.

As faixas do EP foram gravadas em cômodos escolhidos pela banda. “Magrela” foi gravada na entrada da casa, onde todo mundo é obrigado a passar seja morador ou visita. “Tão Linda”, na sala. “Depois de Amanhã” foi gravada na copa e na cozinha, que são os lugares mais agregadores da casa, onde todo mundo se reúne em volta do fogão. Para “Derenice”, a ‘área do churrasquinho’ foi escolhida como o cômodo da vez porque é considerado por eles o lugar mais descontraído da casa. E a “Dansexymusic” teve seu clipe gravado em um espaço da casa reservado para fazer festas e comemorações.

Os vídeos que compõe esse projeto vão permitir que o público conheça um pouco mais da rotina da banda, já que a locação foi a casa em que os integrantes do Atitude 67 moram juntos. “A gente sempre diz que tem duas casas: a estrada e a nossa casa. É uma delícia morar junto com a banda. É uma convivência muito legal porque cria entre nós um ambiente familiar mesmo. Somos todos irmãos, de verdade. E gravar esse disco dentro dessa casa foi uma ideia que a gente sempre quis fazer. Porque não tem lugar no mundo em que estamos mais à vontade. Fomos escolhendo os cômodos mais representativos”, conta Pedro Pimenta, o Pedrinho.

Escrito por Daiv Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

“Será que o Brasil tem que pagar tanto carma assim para chegar a dizer o que ele realmente tem a dizer?”, questiona Caetano Veloso em entrevista

Simone e Simaria lançam clipe ao vivo de “Consciência Suja” com participação de Luan Santana