Foto: Reprodução Internet
in ,

Artistas saem em defesa do BTS após ataque xenofóbico

Nomes como Halsey, Lauv e MAX se pronunciaram nas redes sociais

Uma recente polêmica envolvendo comentários xenofóbicos direcionados ao BTS chamou a atenção de grandes artistas da música. Nomes como Halsey, Max Schneider e Lauv – que já colaboram com o grupo – se posicionaram através das redes sociais para declarar apoio aos artistas sul-coreanos.

Foto: Reprodução Internet

A intervenção dos artistas começou depois que um DJ e locutor Matthias Matuschik, da Alemanha, comparou o BTS ao coronavírus – o que lhe rendeu acusações de racismo e xenofobia.

Compre BTS na Regards

No ar na rádio Bayern 3, Matthias se irritou com o cover de “Fix You”, feito pelo grupo durante o “MTV Unplugged“.

“O BTS realmente tem um MTV Unplugged agora. Para uma boyband, o ‘unplugged’ já é um paradoxo em si. Sim? E então esses idiotas se gabam do fato de terem feito cover de ‘Fix You’, do Coldplay, e isso é uma blasfêmia. E olha que sou ateu! Isso é um ultraje. Por isso, vocês do BTS irão de férias para a Coreia do Norte pelos próximos 20 anos!”

Na ocasião, Matthias ainda declarou: “Nada contra a Coreia do Sul. Você não pode me acusar de xenofobia. Eu até tenho um carro da Coreia do Sul. Eu tenho o carro mais legal de todos”.

As declarações causaram um grande alvoroço na web e fãs do mundo inteiro se organizaram para pressionar a rádio Bayern 3 a se posicionar. Mas a estação apenas disse que a fala de Matthias representa unicamente a opinião dele, e não da empresa.

No Twitter, então, hashtags como “Bayern3Racist“, “RacismBayern3” e “RassismusBeiBayern3” foram parar no trending topics e não demorou até que artistas se unissem aos internautas para criticar a postura do DJ e locutor alemão.

Halsey, por exemplo, se pronunciou em seu Instagram Stories, afirmando estar “horrorizada com os comentários”. Ela participou do hit “Boy With Luv“, lançado em 2019.

“Racismo e xenofobia não podem ser considerados levemente como “humor ao vivo”. Declarações irresponsáveis e nojentas feitas em um período em que o discurso de ódio e atos violentos contra comunidades asiáticas estão elevadíssimos. Isso é inadmissível. Eu espero que um pedido de desculpas melhor para o BTS e para as comunidades asiáticas ao redor do mundo já esteja sendo preparado”.

Lauv, que apresentou “Make It Right” e “Who” com o BTS, disse no Twitter:

“Estou do lado dos meus irmãos do BTS e de todo mundo frequentemente afetado pelos comentários racistas tão dolorosos quanto os que ouvimos na Bayern 3. Ninguém deveria ter que aguentar isso e juntos nós devemos nos erguer e parar isso”, disparou em seu Twitter.

Por fim, o artista MAX escreveu:

“BTS é um dos grupos que mais trabalham duro e mais humildes na indústria [musical]. Eles merecem todo o sucesso que eles alcançaram. Ouvir palavras tão odiosas contra eles usadas pelo apresentador da Bayern 3 me deixou enojado. O ódio contra eles e a comunidade asiática é inadmissível”.

Curtiu esta matéria? Clique aqui para ler mais conteúdos do Oh My God! by POPline. Tem listas, curiosidades, virais, celebs, k-pop, reality shows e muito mais sobre cultura pop!

Escrito por Carolina Stramasso

J Balvin lança colorido clipe para a inédita “Ma G”

Now United: Any Gabrielly mostra bastidores do cover de “drivers license”