Aqui está Andrew Garfield cantando em tick, tick... BOOM!
(Foto: YouTube / Netflix Brasil)
in ,

Aqui está Andrew Garfield cantando em tick, tick… BOOM!

tick, tick…BOOM!: veja trailer do musical com Andrew Garfrield!

A Netflix divulgou o primeiro trailer do filme musical “tick, tick…BOOM!”, adaptação do espetáculo teatral homônimo. O longa-metragem marca a estreia do ator Andrew Garfield no segmento musical, interpretando o importantíssimo compositor de musicais Jonathan Larsson (criador do “Rent”).

Sim, você verá Andrew Garfield cantando. Dê o play para conferir:

Leia mais:

Baseado em fatos reais, o musical acompanha Jonathan Larsson durante os dias que antecederam a oficina para seu musical “Superbia”, que nunca foi produzido. O espetáculo era uma versão rock futurista do livro “1984”, sem autorização do espólio de George Orwell.

A estreia está marcada para 19 de novembro na Netflix.

Como Andrew Garfield virou protagonista de musical sem nunca ter cantado?

Andrew Garfield é o protagonista do filme musical “Tick, Tick … Boom!”, adaptação cinematográfica do espetáculo homônimo da Broadway. A estreia está marcada para novembro na Netflix, mas o musical já dá o que falar. Alguém sabia que Andrew Garfield cantava? Pois é. Nem ele. O ator foi convidado para o filme sem nunca ter cantado.

Em entrevista ao talk show de Stephen Colbert, ele confessou que não cantava até ser convocado pelo diretor Lin-Manuel Miranda. “Vocês podem jogar tomates podres em mim se não gostarem. Estou muito animado. Eu nunca cantei antes. É meio que um tiro no escuro, mas divertido”, disse. No filme, ele interpreta ninguém menos que o compositor e dramaturgo de musicais Jonathan Larson – o criador de “Rent”.

Como Andrew Garfield virou protagonista de musical sem nunca ter cantado?!
(Foto: Netflix)

Uma boa apresentação e uma mentirinha

Ele tampouco estava familiarizado com Jonathan ou com musicais em geral. Por que, então, Lin-Manuel Miranda o escalou, entre tantos atores que cantam? A história foi revelada por uma reportagem do The New York Times no fim de semana. Lin-Manuel Miranda apostou alto em Andrew.

Tudo começou em 2018, quando Lin-Manuel viu o ator no espetáculo da Broadway “Angels In America”. Ficou fascinado. “Eu saí pensando ‘esse cara pode fazer qualquer coisa’. Eu não sabia se ele podia cantar, mas senti que ele podia fazer qualquer coisa. Eu o escalei, na minha cabeça, provavelmente um ano antes de falar com ele”, contou o diretor.

Foi um amigo em comum entre eles que fez a ponte. Disse para Lin-Manuel que Andrew era “o maior cantor que já ouviu”, correu para Andrew e mandou ele começar a fazer aulas de canto. É sério. Quando Lin-Manuel fez o convite oficial, começou a preparação. Além de um treinador vocal, Andrew Garfield ganhou também um professor de piano. Jonathan Larsson, afinal, tocava. Andrew, não.

Escrito por Leonardo Torres

Deezer investe na Driift, produtora de streaming ao vivo

Deezer investe na Driift, produtora de streaming ao vivo

Round 6: Netflix estuda estrutura para 2ª temporada