Foto: HeikoAL/Pixabay
in

Após polêmica, WhatsApp prorroga prazo de aceitação da atualização da Política de Privacidade

O assunto privacidade e segurança na internet é foco de diversas rodas de debate desde que casos de vazamento de informação, fake news e invasão de contas privadas aconteceram em todo o mundo. Com isso, desde que o WhatsApp, um dos aplicativos mais baixados do mundo, anunciou uma nova atualização de suas políticas de privacidade para atender as obrigatoriedades da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que uma enxurrada de notícias (e críticas) vieram à público.

Um dos principais questionamentos dos usuários é sobre a plataforma ter acesso às comunicações privadas de quem usa o app para conversar. Por isso, muitos usuários não estavam confiantes em aceitar os novos termos de uso. A política revisada discute o compartilhamento de dados com o Facebook, bem como as informações que o WhatsApp coletava automaticamente. Isso incluía registros de atividades, registros de dispositivos e conexões, bem como dados de localização e interações com contas comerciais.

Segundo um porta-voz da empresa, a mudança foi feita principalmente para fornecer “informações mais claras e detalhadas” sobre como o WhatsApp usa seus dados. Ainda assim, muita gente não entendeu a nova atualização. Com isso, o aplicativo resolveu prorrogar o prazo para que os usuários possam aceitar os novos termos.

“Como recebemos muitas perguntas em relação à recente atualização da nossa Política de Privacidade e percebemos que a disseminação de notícias incorretas causou muita preocupação a várias pessoas, gostaríamos de ajudar a todos a entender nossos princípios e as informações corretas sobre essa atualização”, revelou a rede social.

A equipe do WhatsApp garante que ninguém terá a conta suspensa ou apagada em 8 de fevereiro de 2021. A prorrogação do prazo para o dia 15 de maio de 2021 foi pensando em dar mais tempo para que todas as pessoas possam revisar a política antes que as novas opções comerciais estejam disponíveis.

Garantia de privacidade

De acordo com a empresa, o WhatsApp foi desenvolvido com base em uma ideia simples: tudo o que o usuário compartilha com seus amigos e familiares fica só entre eles. Sendo assim, as conversas pessoais estão sempre protegidas com a criptografia de ponta a ponta, o que significa que essas conversas são privadas, e que o WhatsApp e o Facebook não podem ler nem ouvi-las.

“Por essa razão, não mantemos o registro das pessoas para as quais você ligou ou enviou mensagens. Além disso, não compartilhamos seus contatos com o Facebook e não podemos ver a localização que você compartilhou nas conversas”, garante.

A atualização inclui novas opções que as pessoas terão ao conversar com empresas no WhatsApp e aumentará a transparência sobre a coleta e o uso de dados. “Nem todas as pessoas usam o WhatsApp para fazer compras diretamente com empresas, mas acreditamos que, futuramente, mais pessoas escolherão fazê-lo”, prevê o aplicativo. Por isso, a empresa julgou importante que as pessoas estejam cientes desses serviços e reafirmou que essa atualização não aumenta a possibilidade de compartilhamento de dados com o Facebook.

Escrito por Rafa Ventura

Olivia Rodrigo estrela pop do momento

Olivia Rodrigo quebra recorde e tem a música mais ouvida em 24h no Spotify

Vai pra lua? Zizi Possi cria “modelito” para viajar de avião