in ,

Após crítica de Tiago Leifert, Felipe Neto rebate: “Playboy”

Recentemente, o jornalista se referiu ao influencer como “gente inferior”

Foto: Instagram @felipeneto / @tiagoleifert

Em uma recente entrevista, Tiago Leifert comentou sobre política. Entretanto, diferentemente de muitos famosos, ele declarou que não apoia Lula nem Bolsonaro. Logo, o posicionamento repercutiu e irritou Felipe Neto, que criticou a postura do apresentador, alegando ser “um nojo” por tal postura. Ao saber, o jornalista se referiu ao influencer como “gente inferior”. O resultado? Mais torta de climão.

Foto: YouTube / Podcast Cara a Tapa

LEIA MAIS:

No podcast Cara a Tapa, de Rica Perrone, após Tiago saber da crítica de Felipe Neto, ele disparou: “Vamos honrar vocês [espectadores da live] com conteúdo e não ficar falando de gente inferior”. Contudo, somente na última segunda-feira (6), o influencer tirou um tempo para responder o apontamento do jornalista.

No Twitter, Neto foi direto ao ponto:

“Tiago Leifert me chamando de ‘gente inferior’ é perfeito. É o resumo exato de como ele se enxerga, só que sempre escondia… Agora todo mundo pode ver quem o cara é”, iniciou.

“Ser chamado de ‘gente inferior’ por um sapatênis ‘faria limmer’ que odeia pobre é literalmente um elogio”, completou o youtuber. Mas não parou por aí. Na sequência, ele relembrou a polêmica do apresentador com Ícaro Silva e alfinetou o jornalista.

“Agora vocês entendem o ‘pagamos o seu salário!’ que ele falou pro Ícaro Silva, né? O cara se vê numa casta superior, de fato. O problema ali é profundo na cabeça do playboy. Enfim, melhor parar de chamar o rapaz de playboyzinho, senão ele foge pra Miami”, finalizou Felipe Neto.

No entanto, até o momento desta publicação, Tiago Leifert não respondeu o influenciador digital.

Curtiu esta matéria? Leia mais conteúdos do Oh My God! by POPline. Tem listas, curiosidades, virais, celebs, k-pop, reality shows e muito mais sobre cultura pop!

 

Escrito por Ingrid Rodrigues

“Un Verano Sin Ti”: Novo álbum de Bad Bunny quebra mais um recorde histórico no Spotify

CPI do Sertanejo: Marília Mendonça já havia ‘denunciado desvio de verba’ em 2019