Paulinho, vocalista do Roupa Nova, volta a ser internado após transplante de medula óssea. Foto: Divulgação
Paulinho, vocalista do Roupa Nova, volta a ser internado após transplante de medula óssea. Foto: Divulgação
in ,

Após 1 mês internado, Paulinho, cantor do Roupa Nova, faz transplante de medula óssea para tratar linfoma

Músico está tratando de um linfoma!

Paulinho, cantor do grupo Roupa Nova, recebeu alta do Complexo Hospitalar de Niterói (CHN), onde estava internado desde 28 de agosto em decorrência de um linfoma. Diagnosticado com linfoma, um câncer no sistema linfático, o músico passou por transplante de medula óssea autólogo, procedimento em que as próprias células-tronco do paciente são usadas, segundo informações do jornalista Ancelmo Gois.

Segundo o diagnóstico, no último dia 21, foi detectada a recuperação da medula enxertada. O cantor, de 68 anos, já passa bem.

O cantor estava internado desde o dia 28 de agosto, mas só passou pela cirurgia no dia 10 de setembro.

Entenda mais sobre o transplante da medula óssea!

Segundo as informações do INCAInstituto Nacional de Câncer, o transplante de medula óssea é um tipo de tratamento proposto para algumas doenças que afetam as células do sangue, como as leucemias e os linfomas e consiste na substituição de uma medula óssea doente ou deficitária por células normais de medula óssea, com o objetivo de reconstituição de uma medula saudável.

Paulinho, cantor do Roupa Nova, faz transplante de medula óssea para tratar linfoma. Foto: Instagram
Paulinho, cantor do Roupa Nova, faz transplante de medula óssea para tratar linfoma. Foto: Instagram

O transplante pode ser autogênico, quando a medula vem do próprio paciente. No transplante alogênico a medula vem de um doador. O transplante também pode ser feito a partir de células precursoras de medula óssea, obtidas do sangue circulante de um doador ou do sangue de cordão umbilical.

Como é feito o transplante?

O processo tem início com testes específicos de compatibilidade, onde são analisados amostras do sangue do receptor e do doador para que se tenha a total compatibilidade entre as partes e a medula não seja rejeitada pelo receptor.

A partir disto, o doador é submetido a um procedimento feito em centro cirúrgico, sob anestesia, e tem duração de aproximadamente duas horas.

São realizadas múltiplas punções, com agulhas, nos ossos posteriores da bacia e é aspirada a medula. Esta retirada não causa qualquer comprometimento à saúde.

Para receber o transplante, o paciente é submetido a um tratamento que ataca as células doentes e destrói a própria medula.

Então, ele recebe a medula sadia como se fosse uma transfusão de sangue. Uma vez na corrente sanguínea, as células da nova medula circulam e vão se alojar na medula óssea, onde se desenvolvem.

Escrito por Helena Marques

2 anos após o fim da dupla com Léo, Victor Chaves anuncia álbum solo inédito com 10 músicas. Foto: Divulgação

2 anos após o fim da dupla com Léo, Victor Chaves anuncia álbum solo inédito com 10 músicas

Tico Santa Cruz fala sobre depoimento na Justiça de Michelle Bolsonaro contra música "Micheque". Foto: Divulgação

Tico Santa Cruz fala sobre depoimento na Justiça de Michelle Bolsonaro contra música “Micheque”