Apê 101
Foto: Mainstreet Records
in ,

“Apê 1001”: Bin e Ludmilla mostram intimidade em clipe

Parceria de Bin com Ludmilla foi como uma surpresa!

Os fãs da Ludmilla acordaram nesta quinta-feira (10) com uma música nova! Trata-se de “Apê 1001“, uma parceria com Bin! O cantor estava fazendo mistério nas redes sociais. Ele revelou que haveria uma colaboração, mas colocou só uma silhueta na foto ao lado da cantora misteriosa.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por BIN (@souobin)

O público só descobriu que era a Ludmilla quando a música saiu nas plataformas digitais horas depois. Esse é mais um flerte da cantora com artistas urbanos do cenário musical carioca. Recentemente ela cantou com Xamã em Gato Siamês.

Também tem clipe!

Clipe Bin e Ludmilla
Foto: Divulgação

Como se não bastasse a música surpresa, “Apê 1001” veio logo com clipe. No vídeo, os dois aparecem em clima de intimidade em cenários que remetem ao romance.

A faixa é bem “falada”, com fortes inspirações do rap, apesar de melódica. Fala sobre o envolvimentos de duas pessoas e o medo da decepção. “É só desligar o seu celular / Pra eu te fazer vibrar / Você me tem na mão / Cuidado ao jogar comigo”, diz a letra.

Como, como contraponto, Ludmilla apresenta outro lado e canta sobre a vulnerabilidade: ‘’Ô, BIN, assim / Só não pisa em mim / Eu já sofri de amor e não quero isso pra mim’’.

Assista ao clipe:

Essa faixa é uma das minhas músicas preferidas e acredito que seja do meu público também. Fiz uma live um dia para mostrar algumas prévias e os meus fãs mesmo que escolheram ‘Apê 1001’ como próximo lançamento. O feat. é a cereja do bolo. Quem me acompanha sabe que eu sou muito fã da Lud. A forma que ela entrou nesse som é digna de hit TOP1 Brasil”, disse BIN.

Apê 101” foi composta pelos próprios intérpretes, BIN e Ludmilla. Foi mixada por Dallass, Umberto Tavares, responsáveis por grandes hits nacionais.

Ludmilla fala sobre racismo em meio à fama

A fama e o poder não me livraram do racismo”, aponta Ludmilla, que neste mês é capa da GQ Brasil. A cantora de 26 anos colocou seu black power para jogo em uma entrevista sincera sobre as inúmeras faces do preconceito que sofre por ser mulher, negra e bissexual.

Ludmilla cresceu na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, e iniciou a carreira com poucos recursos. Na época, ela já lidava com repressões na escola e citou um exemplo de quando uma colega postou uma foto sua nas redes sociais fazendo alusões racistas sobre seu cabelo.

“Escreveu, entre outras coisas, que eu tinha cabelo de bombril”.

A cantora conta que bateu de frente com a colega para que a atitude não se repetisse. Mas esse foi somente um episódio dos milhares que ainda acontecem em meio ao sucesso musical.

“A fama e o poder não me livraram do racismo”.

Ludmilla ainda afirma que sua bissexualidade também foi motivo de polêmica, principalmente porque chegou a ser ameaçada por “ex-amigos” que prometerem revelar a verdade sobre seus relacionamentos: “Diziam que iam para os sites de fofoca revelar que eu gostava de pegar mulher.”

> Ludmilla, Lulu Santos e mais: os 10 anos da oficialização da união homoafetiva

Foi quando a cantora decidiu abrir a relação com Brunna Gonçalves, sua atual esposa, para os fãs e a imprensa. Elas já moram juntas há quatro anos e protagonizaram um momento icônico durante o show da cantora no “BBB 21”.

“Foi emblemático beijar minha mulher e pedir respeito para os pretos em rede nacional.”

Ludmilla foi a primeira artista negra da América Latina a ultrapassar a marca de um bilhão de streams na plataforma Spotify e também garantiu na plataforma o título de 2ª artista feminina mais ouvida no Brasil. Sua página no YouTube atingiu mais de 2 bilhões de visualizações e seu perfil no Instagram conta com 24 milhões de seguidores.

Com toda sua voz e alcance por vezes ela foi necessária na luta contra o racismo e no dia do aniversário da cantora o POPline listou 5 momentos que marcaram. Você pode conferir clicando AQUI

Escrito por Caian Nunes

Carla Diaz desmente jornal que noticiou romance “escondido” com Arthur

Pega Essa Ref: Kaique Brito comanda podcast sobre universo digital