O rapper porto-riquenho Anuel AA está lançando o segundo álbum, "Emmanuel" (Foto: Carlos Perez)
O rapper porto-riquenho Anuel AA está lançando o segundo álbum, "Emmanuel" (Foto: Carlos Perez)
in ,

Pioneiro do trap latino, Anuel AA lança o álbum duplo “Emmanuel” recheado de participações

A sensação porto-riquenha Anuel AA lançou seu segundo trabalho, Emmanuel, nesta sexta-feira (29/5). Após uma sequência de singles, chegou a vez do pioneiro do trap latino soltar um álbum duplo que aposta em diversos estilos, sem deixar de lado o solar reggaeton que conquistou o mundo.

Anuel AA é a verdadeira face do trap“, disse certa vez o astro latino Ozuna. E com este lançamento, o artista deixa claro que vem para buscar seu lugar na vanguarda da música pop global.

Você conhece a história de Anuel AA? Saiba um pouco mais sobre sua trajetória e ouça o novo trabalho na sequência:

O rapper porto-riquenho Anuel AA está lançando o segundo álbum, "Emmanuel" (Foto: Carlos Perez)
O rapper porto-riquenho Anuel AA está lançando o segundo álbum, “Emmanuel” (Foto: Carlos Perez)

As origens

Emmanuel Gazmey Santiago (nome de batismo do cantor) nasceu na cidade porto-riquenha de Carolina em 26 de novembro de 1992. A infância do pequeno Emmanuel não teve nada a ver com o universo bruto cheio de armas, drogas e sexo que tanto recriminam em suas canções.

Entretanto, o filho do empresário José Gazmey, vice-presidente da Sony Music em Porto Rico há anos, frequentou boas escolas em sua cidade e chegou a estudar piano em um conservatório. Aos 14 anos começou a gravar suas primeiras músicas tendo o rapper norte-americano Tupac Shakur (1971 – 1996) como inspiração.

Mas apenas em 2010 começou a lançá-las na internet e a repercussão atraiu o rapper norte-americano Rick Ross. Graças a ele, Anuel AA assinou contrato com a divisão latina do Maybach Music Group, onde permaneceu até 2017. Contudo, um acontecimento marcaria em definitivo a trajetória do jovem.

Recluso, mas com a mente livre

Em abril de 2016, a polícia de Porto Rico prendeu Anuel AA e dois amigos na saída da boate Tabaco & Ron, em Guaynabo. A acusação: posse ilegal de armas de fogo. De fato, foram encontrados no carro três pistolas (uma delas era roubada), nove carregadores e 152 balas.

Condenado a dois anos de reclusão, o cantor teve a pena reduzida para dez meses por boa conduta. Por outro lado, a popularidade aumentou consideravelmente neste período. Pois Anuel AA seguiu participando de produções de astros como Bad Bunny e J Balvin, enviando sua voz nas canções por um telefone público.

Ao não permanecer em silêncio no período em que esteve “fora de circulação”, o rapper seguiu escrevendo letras e, novamente, gravou os vocais de seu primeiro álbum, Real Hasta La Muerte, por telefone.

Saiu (a sentença de liberdade e o primeiro disco)

17 de julho de 2018 marca o fim da reclusão de Annuel AA, bem como o lançamento de seu álbum de estreia. Como resultado, a mídia demonstrou interesse no trabalho do rapper, que por sua vez dizia “não saber dar entrevistas”. Real Hasta La Muerte vinha com 12 faixas e colaborações com nomes como Ozuna e Zion.

Por consequência, a revista norte-americana Rolling Stone o incluiu em sua lista de Melhores Álbuns Latinos de 2018, observando que o artista “demonstra impressionantes instintos pop“, bem como sintetizou: “Como Anuel mantém um pé no trap, ele também está mira o mainstream do pop latino“.

Em novembro de 2019, o Latin American Music Awards consagrou Anuel AA como o grande vencedor da noite. O cantor levou cinco estatuetas para casa – “Artista do Ano”, “Artista Masculino Favorito”, “Álbum Favorito – Urbano”, “Álbum Favorito – Urbano” e “Álbum do Ano” por Real Hasta La Muerte – e se consolidou como um fenômeno da nova geração musical latina.

Emmanuel

A capa de "Emmanuel", segundo álbum de Anuel AA, que chega nesta sexta-feira (27) às plataformas digitais (Foto: Divulgação)
A capa de “Emmanuel”, segundo álbum de Anuel AA, que chega nesta sexta-feira (27) às plataformas digitais (Foto: Divulgação)

Depois de diversos singles nos últimos meses, Anuel AA entrega ao público Emmanuel, segundo trabalho de inéditas. Mas, como não poderia deixar de ser, a lista de participações é extensa: a noiva Karol G, Lil Wayne, Daddy Yankee, J Balvin, Bad Bunny, Ozuna, Mariah, Tego Calderón, Farruko & Zion, Kendo Kaponi, Yandel e Ñengo Flow. Até Travis Baker (blink-182) participa de uma releitura de um clássico de Bob Marley.

Inicialmente, o álbum duplo seria lançado em abril. Porém, a pandemia do novo coronavírus no mundo prejudicou a programação. Em recente entrevista à Billboard, Anuel explicou o significado do projeto. “É o meu nome e significa ‘Deus conosco’. Eu queria que o álbum tivesse essa boa vibração. É a minha vida, transformada em música.”

O primeiro single chama-se “Futbol y Rumba” e conta com a parceria de outro astro latino: Enrique Iglesias. O videoclipe também já está disponível e tem diversas participações como Anitta, bem como jogadores de futebol famosos mundialmente como Suarez, Sergio Ramos e Messi.

Ouça a playlist com todas as faixas de Emmanuel na ordem e na íntegra:

Escrito por Daiv Santos

Jade Baraldo lança versão em espanhol de "yo quiero!", já com videoclipe

Já com clipe, Jade Baraldo lança versão em espanhol da música “yo quiero!”

Anitta, Madonna, Rihanna e mais estrelas pop são citadas na nova música de Jon Jon, “Essa Quarentena”