Foto: Reprodução / YouTube
in ,

Que “loco”: novo single de Anitta deve ligar o sinal de alerta e estimular autocrítica

Para além dos charts: ausência de originalidade é o maior pecado da artista nº 1 do Brasil

Houve um tempo em que cada anúncio de nova música da Anitta era um acontecimento nacional. Mas parece que a estrela número 1 do Brasil perdeu a mão em sua sensibilidade pop. São milhões de fãs à espera de Girl From Rio e a expectativa pelo novo projeto é altíssima. Mas “Loco”, primeiro single solo desde 2018, passou longe de esquentar a curiosidade do público.

Foto: Reprodução / YouTube

Vamos começar de um dos pontos favoritos dos fãs: os charts. Para quem está acostumada a frequentar os primeiros lugares da parada, a estreia de “Loco” em 19º lugar foi gelada como a neve do clipe. No dia seguinte, a música apareceu em 62º lugar e, nesta segunda-feira (1º/02), é apenas a 85ª mais executada no Spotify Brasil.

“Gente, a música Loco saiu no Brasil. Seguinte, ela é voltada para o mercado latino, por isso a estratégia está toda aqui e vocês não viram muita bombação por aí. Ela é estilo latina. Brasileiro vai gostar? Pode ser que sim, pode ser que não. Não sei. Paciência. A estratégia é essa. Talvez os brasileiros não amem, mas os latinos, é super o estilo deles”, justificou Anitta em suas redes sociais.

Mas parece que nem os latinos compraram a ideia. Sem dentes afiados para agarrar uma posição no Top 200, “Loco” não figurou no Spotify de nenhum país fora do Brasil. O que nos faz concluir que o “exército pesado” de Anitta ainda possui sua base apenas aqui.

E o videoclipe? Gravado em Aspen, onde Anitta sempre passa um período de férias, o clipe de “Loco” foi filmado no início de 2020 e mostra cenas da cantora esquiando na neve usando apenas um biquíni, algo considerado como uma loucura por muitos. Em três dias desde seu lançamento, “apenas” 4,4 milhões de pessoas deram play para conferir as aventuras da cantora nos Estados Unidos.

Cadê a originalidade que estava aqui?

Desde que apareceu no imaginário pop nacional há uma década, uma das características mais marcantes de Anitta foi sua espontaneidade. Seja nas entrevistas, na música e apresentações, saltava aos olhos a originalidade daquela jovem artista de 1,62m que transformou-se numa gigante do entretenimento e do marketing.

É verdade que no caminho da “internacionalização da carreira” houve acertos. Hits como “Sim ou Não” e “Downtown” caíram no gosto popular. Mas o EP Solo e o álbum Kisses já apontavam alguns desacertos nesta estratégia. Contudo, o lançamento de “Me Gusta”, com participação de Cardi B, parecia ser um ajuste de rota. Parecia…

“Loco” é uma composição de Anitta, DVLP (um dos produtores de “Indecente”), Gale (uma das compositoras de “Me Gusta”) e Ibere Fortes (que ajudou a compor “Atención”). Mas o que deveria ter sido um dos primeiros grandes singles do ano decepciona porque vai na contramão daquilo que ela nos proporcionou tantas vezes: a originalidade do seu som e refrãos inesquecíveis.

Fato é que “Loco” é muito parecida com uma faixa chamada “Chacarron”, do artista panamenho de reggaeton El Chombo. Ouça e tire suas próprias conclusões sobre as estratégias vocais do refrão principal:

Até mesmo Latino já regravou “Chacarron” e a transformou em “Sem Noção”:

A repercussão nas redes sociais

Nos últimos seis anos não foram poucas as vezes que acompanhamos singles da Anitta sendo alçados ao posto de “hino” logo após seu lançamento. E não há dúvidas que as melhores faixas de pop e funk foram lançadas por ela. Como não lembrar do barulho causado na época de “Bang”, “Sua Cara” ou “Vai Malandra”, hits que possuíam verdadeira assinatura de uma artista no topo de seu jogo.

Uma rápida busca pelo Twitter e encontramos a percepção de muitos seguidores sobre “Loco”. Definitivamente, a originalidade não é uma dessas características:

Apesar do momento, Anitta já tem o seu nome estabelecido dentro da música popular brasileira. Chegou onde ninguém de sua geração ousou sonhar. Assim como grandes artistas já vivenciaram este momento, parece viver uma baixa criativa e precisa fazer uma autocrítica.

Girl From Rio chega com a grande missão de estabelecer, de fato, uma carreira internacional para Anitta. Mas quem segura o peso e a eleva às alturas são os brasileiros. E eles só querem dançar as suas músicas. Bem, há a promessa de um novo single em português e o clipe já estaria pronto.

Mas é preciso ter este momento de reflexão, de olhar para dentro de si, aceitar as críticas e reencontrar a artista espontânea de outros tempos. Os verdadeiros fãs sabem que Anitta pode ir além de uma “cópia genérica” de tantas outras cantoras latinas com músicas minimamente “esquecíveis”. É apenas uma questão da nossa “girl from Rio” reencontrar sua essência e levá-la para o mundo.

Ainda há tempo!

Curtiu esta matéria? Clique aqui para ler mais conteúdos do Oh My God! by POPline. Tem listas, curiosidades, virais, celebs, k-pop, reality shows e muito mais sobre cultura pop!

Escrito por Daiv Santos

BBB 21: De olho em Bil, Karol Conka bota pilha para Carla Diaz ficar com Arthur

BBB 21: De olho em Bil, Karol Conka bota pilha para Carla Diaz ficar com Arthur

Marilyn Manson é acusado de assédio por Evan Rachel Wood