in

Anitta explica conceito dos beijos múltiplos no clipe de “Não Perco Meu Tempo”

Dos três clipes lançados por Anitta nesta sexta (9/11), o da música em português, “Não Perco Meu Tempo”, chama atenção pela cena em que ela beija homens e mulheres cis e transgêneros de diferentes idades e etnias. A cantora explicou o conceito ao POPline, em entrevista realizada direto de Miami, nos Estados Unidos, onde ela está a trabalho. Seu intuito não é mostrar que está solteira (ela terminou o casamento recentemente), e sim combater a discriminação contra diferentes configurações de casais.

– A minha ideia nesse clipe era desproblematizar o fato de você beijar quem quer que seja, entendeu? Sempre que colocam o beijo entre duas mulheres, ou com uma trans, diferença de idade, é usando o tema ‘olha, agora um casal de duas mulheres, um homem mais velho e uma menina…’. A minha intenção era desproblematizar as relações. Minha ideia era fazer com que todas essas relações sejam resumidas em uma relação. – explica ao POPline.

No clipe, Anitta beija mais de 20 bocas de pessoas de todos os tipos. O lançamento acontece pouco depois de ela dizer, em entrevista ao Amaury Jr., que não gosta de rotular as sexualidades e colocar as pessoas em caixinhas. Nem a si mesma, é bom ressaltar.

– Na música, estou falando da personalidade da Anitta de marrom, que é tão irritante que afugenta todas aquelas pessoas. O x da questão ali é que ela foi tão arrogante que afugentou todo mundo – e não se é mulher, se é homem, se é não sei o quê. É justamente para desproblematizar e passar para as pessoas que é uma coisa natural. E não criar sempre uma discussão ao ver algo assim e ter que se debater e etc. Acho que, quando você desproblematiza, vira normal. Quando a gente é heterossexual, ninguém precisa chegar e falar ‘oi, deixa eu contar aqui para vocês uma coisa, eu sou heterossexual…’. Não existe isso. É uma coisa comum. Ou quando está com uma pessoa da mesma idade: ‘oi, estou com uma pessoa, que é da mesma idade’. Não! Isso é normal. Minha intenção era justamente mostrar que pode ser tão normal quanto. – conclui.

Escrito por Leonardo Torres

Rita Ora lança vídeo com versão acústica de “Let You Love Me”

Entenda o papel de Wilmer Valderrama na luta de Demi Lovato pela sobriedade