in ,

American Idol: Primeiro show ao vivo dos finalistas beirou o horror

Ansiedade, decepção e revolta, exatamente nessa ordem, foram os três sentimentos mais propagados na primeira semana ao vivo do American Idol. O Top 24 da atual temporada foi classificado como o melhor da história do programa, o que deixou os fãs do show ansiosos pelas apresentações, que prometiam ser memoráveis. Porém, o que vimos foram apresentações no máximo medianas e muitas decepções. Os candidatos não sequer lembravam aqueles da Hollywood Week. Escolhas de músicas péssimas, com raríssimas excessões, e apresentações mornas marcaram os dois primeiros dias dos shows ao vivo da competição.

Falando das mulheres, podemos destacar Crystal Bowersox e Katelyn Epperly como as apresentações menos frustrantes da noite. As outras, no entanto, frustraram telespectadores e jurados com apresentações mornas e, algumas vezes, irritantes. Como Haeley Vaughn e seus inúmeros agudos. Didi Benami e Katie Stevens, outras favoritas, fizeram apenas o “arroz com feijão” que não empolga, mas que foi suficiente para garantir mais uma semana no programa.

Quanto aos homens, tivemos uma pequena (eu disse pequena) melhora. Os destaques foram Andrew Garcia e Joe Muñoz, que fizeram as melhores apresentações. Os demais não acrescentaram muito ao show, garantindo o mesmo prato de arroz com feijão deixado pelas mulheres da noite anterior. Jermaine Sellers e Tim Urban tiveram inclusive problemas de afinação.

Agora você pode estar se perguntando onde entra a revolta comentada no início do texto. Bem, ela ficou por conta das eliminações. Sim, as injustiças habituais do American Idol começaram bem cedo. A primeira eliminada foi Janell Wheeler, seguida por Ashley Rodriguez, Joe Muñoz e Tyler Grady. Talvez alguns dos eliminados não merecessem uma vaga no Top 12, mas definivamente não mereciam ser eliminados de maneira tão precoce, já que nem de longe fizeram as piores apresentações.

Aproveitando esse espaço, é importante levantar uma questão: teria Joe Muñoz sido eliminado por conta do preconceito dos norte-americanos, já que o rapaz nasceu nos EUA, mas morou por muito tempo no México? É um caso a se pensar, já que o Joe fez uma das melhores apresentações do show.

Para maiores informações sobre o programa, acesse o American Idol Brasil e continue lendo nossa coluna aqui no PopLine!

Escrito por Portal POPLine

Abandonada pela gravadora, Jennifer Lopez está deprimida com o rumo que sua carreira tomou

Com músicas antigas, Avril Lavigne brilha em performance no encerramento das Olimpíadas de inverno de Vancouver