banner com link para rádio globo
(Foto: Globo/Marcos Mazini)
in ,

“Altas Horas” celebra 50 anos da dupla Chitãozinho & Xororó

Programa prepara uma homenagem aos artistas sertanejos na noite deste sábado (12)

Para os fãs raiz do sertanejo, neste sábado (12) o “Altas Horas” será especial. Chitãozinho & Xororó completam 50 anos de carreira neste ano e, para celebrar a sua importância e participação na música brasileira, o programa reuniu a dupla com alguns dos artistas que foram diretamente influenciados por ela, como Felipe Araújo, Israel e Rodolffo, Marcos e Belutti, Péricles, Priscila Alcântara e Yasmin Santos.

(Foto: Globo/Marcos Mazini)

Leia mais:

Chitãozinho & Xororó compartilham inúmeras histórias vividas nessa trajetória, como quando descobriram a vocação para cantar, ainda crianças; o encontro que tiveram com Tonico & Tinoco; as mudanças pelas quais sua música passou, com a introdução de instrumentos como guitarra, gaita e metais; além de relatos de estrada.

Eles relembram ainda o sucesso de “Fio de Cabelo”, lançada em 1982, e cantada no palco por Israel & Rodolffo, a primeira a estourar nas rádios. O álbum do qual a música faz parte, “Somos Apaixonados”, foi o primeiro da história a ultrapassar 1,5 milhões de cópias vendidas no Brasil.

(Foto: Globo/Marcos Mazini)

Leia mais:

Outro assunto que o “Altas Horas” explora é a série original Globoplay sobre a vida da dupla, “As Aventuras de José e Durval”, com lançamento previsto para o segundo semestre. O programa traz no telão os irmãos Rodrigo e Felipe Simas, e os apresenta a Chitãozinho & Xororó como os atores que protagonizarão sua história nas telas.

Já os convidados falam de suas memórias relacionadas à dupla, além de cantarem clássicos do repertório de Chitãozinho & Xororó. Felipe Araújo relembra que, no início de sua carreira, assistiu a uma entrevista dos músicos que o influenciou profundamente:

Chitãozinho contou uma história pré-‘Fio de Cabelo’, sobre as coisas estarem difíceis na carreira e ouvir ‘Tente Outra Vez’, de Raul Seixas, não o deixou desistir. Isso me trouxe a inspiração de trabalhar para as coisas acontecerem, e hoje estou aqui com eles. São uma verdadeira referência”.

(Foto: Globo/Marcos Mazini)

Péricles, que canta “Alô” no programa ao lado dos irmãos também divide uma passagem marcante: “Nós cantamos juntos num show no Allianz Parque, em São Paulo. Nunca vou esquecer”.

Marcos, da dupla Marcos & Belutti, levanta o quanto Chitãozinho & Xororó contribuíram para a democratização da música sertaneja em todo o país; e Belutti fala da maturidade vocal de ambos já que, desde o início da carreira, as vozes não mudaram. Marcos & Belutti cantam o hit “Fogão de Lenha”.

(Foto: Globo/Marcos Mazini)

Priscilla Alcântara, que fala da conexão com a dupla desde a infância, canta a música preferida de seu pai, “Rancho Fundo”, junto de Chitãozinho & Xororó. Já Yasmin Santos, que canta “Nuvem de Lágrima”, também conta que conheceu os músicos por meio da família.

“Nasci no Guarujá, litoral de São Paulo, e o sertanejo não era tão popular lá. Passei a ouvir graças à minha avó, que escutava todos os dias, fazendo comida, limpando a casa”.

Leia mais:

(Foto: Globo/Marcos Mazini)

Chitãozinho e Xororó apresentam também outros sucessos, como “Brincando de Ser Feliz” e “Página Virada”, além de “Saudade da Minha Terra” com Felipe Araújo, Israel & Rodolffo, Marcos & Belluti e Yasmin Santos.

Curtiu esta matéria? Leia mais conteúdos do Oh My God! by POPline. Tem listas, curiosidades, virais, celebs, k-pop, reality shows e muito mais sobre cultura pop!

Escrito por Carolina Stramasso

Recife 485 anos: Ecad revela que a capital detém 46% da arrecadação do estado

BBB22: Saiba quem venceu a oitava Prova do Anjo do programa!