Foto: Instagram / @alanis
in ,

Alanis Morissette faz críticas ao documentário “Jagged” da HBO

“Esta não foi a história que concordei em contar”, disse a cantora em um comunicado

Alanis Morissette diz que não divulgará “Jagged“, o documentário da HBO que documenta sua ascensão à fama e o lançamento de seu álbum seminal Jagged Little Pill (1995). “Fui iludida por uma falsa sensação de segurança e sua agenda lasciva tornou-se evidente assim que vi o primeiro corte do filme. Foi quando eu soube que nossas visões eram de fato dolorosamente divergentes. Esta não foi a história que concordei em contar”, disse a cantora em um comunicado.

Foto: Sven Hoppe

Ela diz que não comparecerá a nenhum evento relacionado ao lançamento do longa-metragem, que fez sua estreia no Festival Internacional de Cinema de Toronto nesta segunda-feira (13). “Não muito diferente de muitas ‘histórias’ e biografias não autorizadas ao longo dos anos, esta inclui implicações e fatos que simplesmente não são verdadeiros”, diz a artista. No comunicado, Alanis não revela quais elementos do filme são falsos.

No documento, a cantora e compositora discute suas experiências pessoais como estupro. Durante uma entrevista no filme, Alanis diz: “Eu achava que estava consentindo, e então me lembrava, ‘Ei, você tinha 15 anos, você não está consentindo aos 15. Oh sim, eles são todos pedófilos”. Contudo, Alanis não revela a identidade dos homens que teriam cometido tal ato.

Os relatos sobre o descontentamento de Alanis começaram antes mesmo da estreia de “Jagged“, com o jornal Washington Post relatando que a cantora não compareceria à amostra no festival.

Leia mais:

Veja a declaração completa de Alanis Morissette abaixo:

“Concordei em participar de uma gravação sobre a celebração do 25º aniversário do álbum Jagged Little Pill e fui entrevistada durante um período muito vulnerável (enquanto estava no meio da minha terceira depressão pós-parto durante o lockdown por conta do coronavírus). Fui embalada por uma falsa sensação de segurança e sua agenda lasciva tornou-se evidente assim que vi o primeiro corte do filme. Foi quando eu soube que nossas visões eram de fato dolorosamente divergentes. Esta não foi a história que concordei em contar. Sento-me aqui agora, sentindo todo o impacto de ter confiado em alguém que não merecia ser confiável. Decidi não comparecer a nenhum evento relacionado a este filme por dois motivos: um é que estou em turnê agora. A outra é que, não diferente de muitas “histórias” e biografias não autorizadas por aí ao longo dos anos, esta inclui implicações e fatos que simplesmente não são verdadeiros. Embora haja beleza e alguns elementos de precisão nesta / minha história, com certeza – em última análise, não estarei apoiando a visão redutora de outra pessoa sobre uma história com muitas nuances para eles entenderem ou contarem”.

Escrito por Daiv Santos

A Fazenda 13: Nego do Borel tenta acariciar Dayane Mello, mas ela o afasta

Marina se incomoda com Tati Quebra Barraco em “A Fazenda 13”