Foto: Jef Delgado/Divulgação
in

AFROPUNK anuncia primeira edição na Bahia em novembro

Enquanto se prepara para um evento 100% presencial em 2022, a edição de estreia traz uma experiência totalmente online

O festival mundial AFROPUNK anunciou que fará sua estreia na Bahia, no dia 27 de novembro (sábado), com transmissão virtualmente direto do Centro de Convenções de Salvador, pelo canal de YouTube do AFROPUNK e pelo site. A escolha de Salvador foi feita pelo legado cultural da maior comunidade de negros e negras fora do continente africano.

“Nossa missão é celebrar e impulsionar, hoje e sempre, a genialidade das expressões artísticas dos povos nascidos na diáspora africana e os nossos irmãos originários do lugar sagrado que hoje chamamos de Brasil”, revela a organização do evento.

Para 2021, o festival amplia a comunicação do movimento para outros gêneros musicais e potencializa as autênticas manifestações artísticas do nosso povo. Enquanto se prepara para um evento 100% presencial em 2022, a edição de estreia traz uma experiência totalmente online para ecoar de Salvador para o resto do país e mundo.

 

View this post on Instagram

 

Uma publicação partilhada por AFROPUNK BAHIA (@afropunkbahia)

Entre shows de performances ao vivo e outros conteúdos previamente gravados, o AFROPUNK Bahia constrói espaços para exaltar os protagonismos pretos e afroindígenas, reunindo grandes talentos. A direção criativa é assinada por Bruno Zambelli e Gil Alves, enquanto a curadoria musical fica por conta da cantora Larissa Luz e a de conteúdo pela pesquisadora Monique Lemos. Já Ênio Nogueira fica à frente da direção musical.

Leia mais:

O que é o AFROPUNK?

AFROPUNK é uma comunidade influente de jovens talentosos de todas as origens que falam através da música, arte, cinema, comédia, moda e muito mais. Originário do documentário de 2003 que destacou a presença negra na cena punk americana, é uma plataforma para o alternativo e experimental. Permanecendo no centro de sua missão estão os princípios punk da estética DIY, pensamento radical e não conformidade social. “AFROPUNK é uma voz para o não escrito, indesejado e desconhecido. AFROPUNK está definindo cultura!”, destacam.

Escrito por Rafa Ventura

Alfonso Herrera pode estar envolvido em projeto sobre RBD

Alfonso Herrera pode estar envolvido em projeto sobre RBD

Tati provoca Rico e peões reclamam de pouca bebida em festa de “A Fazenda 13”