banner com link para rádio globo
Foto: YouTube
in ,

Há 30 anos o Van Halen lançava o premiado (e conturbado) clipe de “Right Now”

As histórias para além das dificuldades impostas pelo vocalista Sammy Hagar…

Um dos clássicos da discografia do Van Halen levou mais de uma década para nascer (enquanto letra e música) e trouxe sérios contratempos durante a gravação do respectivo videoclipe, lançado há exatos 30 anos. “Right Now” renderia à banda diversos prêmios, incluindo o de “Vídeo do Ano” no VMA de 1992. Mas, segundo o vocalista Sammy Hagar, marcou o “início do fim” da segunda formação do grupo.

Foto: YouTube

LEIA MAIS:

Vamos ao início desta história. O guitarrista Eddie Van Halen já tinha em mente a linha melódica de “Right Now” antes mesmo de compor o clássico “Jump” (1984). Em paralelo, Sammy Hagar tinha algumas letras que ele simplesmente não conseguia encaixar em uma estrutura. Passaram-se anos até que EVH e Hagar percebessem que suas ideias se encaixavam no objetivo de escrever um número que levasse a sério questões mundiais.

Por sua vez, o Van Halen foi cauteloso ao fazer clipes desde a saída de David Lee Roth. Se com o vocalista original a banda tinha um estilo “festeiro” que a MTV adorava, a partir da chegada de Hagar eles precisaram se reinventar – na sonoridade e no audiovisual.

Inspirado por comerciais de TV, o diretor estreante de videoclipes Mark Fenske criou um formato que explorava a ideia do que estava acontecendo no mundo no momento. Ele apresentava ideias em textos na tela que exploravam temas de relações raciais, astronomia, religião, política, amor, solidão e muito mais para a faixa escolhida como último single do álbum “For Unlawful Carnal Knowledge” (1991).

Neste momento, Ed está tocando piano. Neste momento, as pessoas estão fazendo sexo desprotegido. Neste momento, a oportunidade está passando por você. Neste momento, a justiça está sendo distorcida em um tribunal” – essas foram algumas das frases que apareciam no vídeo entremeadas entre imagens da banda e outros figurantes. “Não tínhamos muito dinheiro ou tempo. A gravadora estava lutando para fazer um vídeo. Duvido que eles tivessem me dado uma chance, exceto por isso”, lembrou Fenske no livro “I Want My MTV”.

Sammy Hagar não se impressionou com a ideia e dizia que o tratamento estético para o vídeo era besteira. “Eu disse ao diretor: ‘Foda-se, cara. As pessoas nem vão ouvir o que estou cantando porque vão ler essas legendas. Escrevi as melhores letras que já escrevi no Van Halen. Estou tentando atualizar a imagem desta banda e vocês querem colocar palavras por baixo? Por que não usam as palavras que eu escrevi?“, explicou o cantor em entrevista concedida em 2012.

Em outra oportunidade, Hagar revela: “Quando você me vê no vídeo cruzando os braços, recusando-se a dublar, é porque eu estava realmente chateado. O diretor está dizendo, ‘Oh, isso é ótimo!’ Quando eu bato a porta do camarim no final do vídeo, aquilo era real”, garante o cantor, que chegou a sumir por uma semana e atrasou o cronograma de gravação.

Fenske afirmou que não percebeu a energia negativa de Hagar e concentrou seus esforços em tornar aquele material, de baixo investimento, em algo relevante. A mulher que aparece no segmento “Neste momento seus pais sentem sua falta” é a própria mãe do diretor. “Exceto pelo Van Halen, todas as pessoas que você vê no vídeo trabalharam na equipe. Para a ideia de uma garota incendiando a foto de um cara, eu tinha uma foto minha aos 24 anos que não me importava de queimar”, explicou Fenske.

Indicado a sete categorias no MTV Music Video Awards de 1992, “Right Now” ganhou três prêmios (Vídeo do Ano, Direção e Edição). Fenske sempre o teve em alta conta, assim como outros integrantes da banda. Mas por anos, Hagar sustentou a tese de que “o clipe era inovador e interessante, mas não era suficientemente sobre a banda“.

Mediante o sucesso do clipe, espertamente a Pepsi abordou a banda sobre o uso da música e criou um comercial que imitava a ideia original para o anúncio do Super Bowl de 1993 e, ao mesmo tempo, lançava sua nova bebida Crystal Pepsi.

Trinta anos depois, Hagar olha para trás e agora admite que “Right Now” foi um vídeo grande e importante para o Van Halen. “De fato ganhou vários prêmios e tudo. Mas aquilo foi o início do fim para a gente“, acrescentou, com alguma tristeza.

Escrito por Daiv Santos

Vyni detona relação de Laís e Gustavo: “Já deu o que tinha que dar”

BBB22: Pedro Scooby sobre atitude de sister: “Fico p*to”