Passaporte – Clarice Falcão: Nadando contra a maré da atual cena eletrônica nacional

Podemos viajar todo o mundo, conhecendo os maiores, os mais importantes e os novos nomes da música nos quatro cantos do planeta, mas temos sempre que olhar para o Brasil, essa terra maltratada (um pouco de drama não faz mal a ninguém), para também conhecermos o que está rolando em nosso país.

E hoje iremos conhecer essa moça que, em meio a toda a crescente cena eletrônica nacional, vai nadando contra essa maré e se mantendo verdadeira à sua arte: Clarice Falcão.

claricefalcao

Aí você se pergunta: E MPB agora tem espaço no POPLine? Claro. MPB é popular. Se é popular, claro que é Pop. Mas vamos deixar o papo chato de lado e conhecer mais um pouco dessa menina que está chamando a atenção de muita gente.

Primeiro: A Atriz
Os primeiros passos artísticos de Clarice Falcão foram nas artes cênicas. Também pudera, Clarice é filha do cineasta pernambucano João Falcão e da roteirista e escritora carioca Adriana Falcão.

Em meio a esse caldeirão cultural que é sua família, Clarice, nascida em Recife, capital do estado de Pernambuco, teve seu primeiro trabalho no filme “O Segundo Minuto”, lançado em 2006.

Mas foi só no curta-metragem “Laços”, de roteiro assinado por sua mãe, que Clarice conseguiu seu maior destaque. O filme foi lançado em 2007 e ganhou o primeiro lugar do concurso de curtas do Google, o “Project Direct”, promovido pelo YouTube. O filme chegou a ser exibido no Festival de Cinema de Sundance.

Televisão
Com o sucesso do curta “Laços”, Clarice Falcão fez a transição da telona para a telinha em 2008, na novela “A Favorita”. Clarice interpretou a personagem Mariana, filha de Catarina, interpretada por Lília Cabral.

A partir daí, Clarice apareceu em diversas produções da televisão nacional, incluindo a minissérie “As Brasileiras”, da Rede Globo.

Agora, a música
Musicalmente falando, Clarice Falcão compõe músicas com sons experimentais e sua primeira aventura nesse mercado foi na trilha sonora do filme “Lisbela e o Prisioneiro”, filme de Guel Arraes, onde cantou a música “Para o Diabo os Conselhos de Vocês”, trilha do casamento de Lisbela.

Mas foi só em 2012 que Clarice realmente resolveu lançar algum material próprio, ao disponibilizar no iTunes o EP “Clarice Falcão”.

Composto por quatro canções, cheias de histórias de suas experiências amorosas com uma boa pitada de ironia, Clarice se destacou por construir com suas composições narrativas bem humoradas e por sua voz doce e melodia suave, algo bem diferente do atual pop/eletrônico nacional.

O EP conseguiu alcançar a 5ª colocação da lista dos mais vendidos no iTunes Brasil.

Monomania
Já em 2013, mas precisamente no dia 30 de abril, Clarice Falcão lançou seu primeiro álbum, que ganhou o título de “Monomania”.

Composto por 14 faixas, incluindo a versão em inglês da música “Fred Astaire”, o álbum rapidamente ganhou destaque no iTunes Brasil.

E atualmente…
Atriz, cantora, compositora e roteirista tem muito trabalho e Clarice Falcão não para. Você pode vê-la com mais frequência na série de humor para a internet “Porta dos Fundos”, na série do Multishow “O Fantástico Mundo de Gregório” e no programa Elmiro Miranda Show, do canal TBS.

Recentemente Clarice também foi responsável pela trilha sonora do filme “Apenas O Fim” e readaptou a peça “Confissões de uma Adolescente”, onde também atua.

Pode apostar: 2013 deverá ser um ano onde veremos muito de Clarice Falcão. Seja na TV, na música, no cinema, no teatro…

COMENTÁRIOS


Relacionados Recentes

Vídeo foi removido do Youtube por desrespeito às regras sobre nudez.
Vídeo foi removido do Youtube por conta das imagens de nudez.
ShopLine