Os 20 melhores clipes do primeiro semestre de 2016
Em 07/07/16 às 11:55 Por: Leonardo Torres | Buzz, Yeah! +POPLine

Quais foram os 20 melhores clipes do primeiro semestre? Houve tantos! O POPline noticiou um por um, viu os fãs pirarem com muitos, o público rejeitar tantos outros, e nesse meio do ano decidiu fazer seu próprio balanço. 12 membros do #POPlineTeam deram seus votos individualmente, montando um ranking de 1 a 10. A essas listas foram atribuídos pontos decrescentes, sendo o 1º lugar com 100 pontos e o 10º com 10. Os que acumularam mais pontos compõe o ranking abaixo apresentado. No final, você pode ver também os votos de cada envolvido.

20) Nick Jonas – Close (feat. Tove Lo)

Basicamente, o “Thinking Out Loud” e “Try” do Nick Jonas, o que certamente é um elogio. O clipe estreou junto com o single e a surpresa da parceria com Tove Lo, que deu muito certo. A decisão por não aderir a uma narrativa linear e buscar um outro formato audiovisual, com elementos de dança contemporânea, mostra que o cantor não subestima o público que cresceu com ele vendo Disney Channel. É um respeito à inteligência de jovens em amadurecimento. – Leonardo Torres.

19) Meghan Trainor – No

Nem só de “badabes” viverás Meghan Trainor. Depois do estrondoso sucesso do primeiro álbum, a cantora e também compositora acertou novamente ao trazer a nostalgia do pop do início dos anos 2000 para a faixa “No”. Não estranhe se encontrar semelhanças com os antigos hits de Britney Spears, a intenção provavelmente foi essa uma vez que Trainor já falou diversas vezes que sonha em encontrar a princesinha do pop. Já estamos na espera desse encontro. – Ricardo Oliveira.

18) Ariana Grande – Into You

De longe o melhor clipe da Ariana Grande, “Into You” se mantém firme no projeto da cantora de fazer sua transição de artista teen para pop adulto. É um clipe ambientado majoritariamente em um quarto de motel, com aquela iluminação belamente vulgar. Tratar de desejos, aparências e farsas na indústria, em um projeto metalinguístico, pode trazer conexões com a própria carreira da cantora. O vislumbre de autobiografia torna tudo mais saboroso para quem é fã. – Leonardo Torres.

17) Banda Uó – Arregaçada



Com foco em Candy Mel, o videoclipe de “Arregaçada”, da Banda Uó, é recheada de inspiração dos clássicos vídeos de rap dos EUA (e não é somente pelo maravilhoso sample de “U Can’t Touch This”, do MC Hammer). Tem muito twerk, Candy Mel com vários looks e sensualizando em cima de uma moto. A coreografia tem até uma leve inspiração em Beyoncé. Não tem como não descer até o chão com ela. – Kavad Medeiros.

16) Justin Timberlake – Can’t Stop the Feeling!

A trilha sonora da nova animação da Dreamworks,“Trolls”, não poderia ter tido melhor ínterprete. Justin Timberlake está de volta com “Can’t Stop the Feeling”, música maravilhosa no melhor estilo JT, e “chegou chegando” com um clipe simples e delicioso de assistir. Lançado em maio, “Can’t Stop The Feeling” já ultrapassou a marca de 97 milhões de visualizações e simplesmente não tem como não dançar junto com os personagens do clipe! Pode tentar, dá o play nesse vídeo incrível e se joga! – Mari Pacheco.

15) Selena Gomez – Hands to Myself

“Hands To Myself” trouxe um pouco da Selena Gomez atriz para a sua porção cantora. O clipe é certamente uma de suas maiores produções em vídeo e é muito divertido, além do visual super sexy da moça e de seu colega de cena, o ator Christopher Mason. A interpretação de uma mulher obsessiva em “Hands To Myself” fez muita gente suspirar com a beleza da Selena e ainda dançar loucamente, afinal essa música é dos maiores sucessos da era “Revival”. – Mari Pacheco.

14) Karol Conka – É o Poder

Existem poucas artistas brasileiras com uma pegada de padrão internacional. “É O Poder” é mais um grande exemplo do potencial da Karol Conka de ser uma grande popstar nacional no nível alcançado por Anitta. O clipe mostra o alcance visual e sonoro de uma menina com ponto de vista, sangue no olho e mira certeira. – Bernardo Sim.

13) Adele – Send My Love (To Your New Lover)

Clipe de estética simples, porém marcante. Quem aí não fala “aquele vídeo da Adele sozinha de vestido floral”? Pois é. É fácil lembrar de “Send My Love (To Your New Lover)”. As sobreposições de imagem em tons coloridos ficaram incríveis e trouxeram algo novo, dentro da gama de vídeos da cantora. Adele está linda no clipe e deixou florescer um pouco sua personalidade, que é tão maravilhosa quanto a sua voz… E a música? É mais um smash hit do álbum “25”. – Mari Pacheco.

12) Little Mix – Hair

Nada melhor do que uma festa do pijama para encerrar o trabalho de divulgação de um álbum, não é Little Mix? E é isso que o videoclipe de “Hair” nos mostra: diversão. Com um pequeno convidado (Sean Paul), as meninas mostram uma noite de diversão despretensiosa em um videoclipe de visual simples e com uma das melhores músicas do álbum “Get Weird. – Kavad Medeiros.

11) Gwen Stefani – Make Me Like You

Depois de 10 anos de espera, finalmente Gwen Stefani retornou à carreira solo com seu terceiro álbum de estúdio “This Is What The Truth Feels Like”. A tentativa nos anos anteriores em fazer algo que não estava ao seu agrado, levou a cancelar um álbum inteiro e começar do zero. A espera valeu a pena e Gwen marcou história ao lançar o primeiro videoclipe gravado ao vivo na TV americana. A performance de “Make Me Like You” foi recheada de trocas de roupas e de muito sincronismo durante o intervalo da maior premiação da música mundial, o Grammy Awards 2016. – Ricardo Oliveira.

10) Fifth Harmony – Work From Home (feat. Ty Dolla $ign)

De uma coisa o Fifth Harmony pode se gabar: o grupo consegue lançar hits que grudam e não saem mais de nossa cabeça. Depois de “Worth It” (que até hoje ferve nas baladas), as meninas embarcaram em “Work From Home” da melhor maneira possivel. O clipe além sensual e provocativo, mostra cada vez mais o amadurecimento da girl band descoberta pelo X-Factor americano. – Ricardo Oliveira.

09) Zayn – Pillowtalk

“Pillowtalk” deu vida à etapa pós-OneDirection do Zayn. A música e o clipe deram o tom do que viria a ser o disco “Mind of Mine” e a carreira dele daqui para frente. Foi um vídeo importante e, por causa do seu sucesso de crítica e de público, consagrador. Assim como o “Like I Love You” do Justin Timberlake, foi a oportunidade do Zayn de se capitalizar encima do sucesso de sua antiga boyband e ao mesmo tempo se distanciar dela de uma vez por todas. – Bernardo Sim.

08) Taylor Swift – Out of the Woods

Taylor Swift escolheu os minutos iniciais de 2016 para estrear mais uma clipe do aclamado e multi-platinado álbum “1989”. O vídeo de “Out Of The Woods” teve direção do queridinho Joseph Kahn e estreou durante o programa da TV “Dick Clark’s New Year’s Rockin’ Eve with Ryan Seacrest”. Gravado durante passagem da cantora pela Nova Zelândia, o hit foi o sexto single oficial lançado por Taylor nessa recente era. – Ricardo Oliveira.

07) Jennifer Lopez – Ain’t Your Mama

Jennifer Lopez entrou na onda do feminismo e mandou seu recado! AIN’T YOUR MAMA é um dos clipes mais legais da cantora, porque ela consegue explorar três dos seus maiores talentos: interpretação, dança e, claro, canto. Cada personagem do clipe tem uma identidade única, você pode perceber no olhar, nos trejeitos e nas atitudes. Ver esse videoclipe em 4k numa TV enorme é sensacional. – Flávio Saturnino.

06) Sandy – Me Espera (feat. Tiago Iorc)

“Me Espera” é um daqueles casos em que o clipe torna a música melhor do que ela é. Escrita pela Sandy com Tiago Iorc, a canção ganhou um vídeo com os dois, cheio de metáforas, entrelinhas e não-ditos. Dá pra ver várias vezes, construindo a narrativa com melhor clareza a cada visualização. Lucas Lima que nos perdoe, mas ficou inevitável shippar esses dois. – Leonardo Torres.

05) Kanye West – Famous

“Famous” foi o primeiro clipe do “The Life of Pablo” e, apesar do tema dar continuidade a um discurso de longa data do Kanye West, conseguiu resgatar uma essência do rapper que estava adormentada: a capacidade de chocar com a simplicidade das suas ideias. O vídeo foi tão inteligente e específico que nem os incomodados conseguiram responder à altura. – Bernardo Sim.

04) Silva – Feliz e Ponto

Em tempos de tanta intolerância e exaltação de uma “família tradicional brasileira” conservadora, o clipe do Silva é necessário – uma curva na estrada para respirar a simplicidade do amor. O poliamor, a bissexualidade, a homossexualidade, a heterossexualidade: para que rótulos, aliás? É ser feliz e ponto. Música linda, fotografia incrível e mensagem transmitida com sucesso. – Leonardo Torres.

03) Coldplay – Hymn For the Weekend (feat. Beyoncé)

O clipe de “Hym For The Weekend”, segundo single do novo álbum do Coldplay “A Head Full Of Dreams”, não poderia faltar em qualquer lista de “melhores vídeos do ano”. A parceria com Beyoncé ultrapassou qualquer expectativa e ganhou um visual mais impactante impossível. Gravado na Índia, recheado de cores do famoso festival Holi, o clipe de “Hymn For The Weekend” combina perfeitamente com a faixa de sonoridade mais leve e vocais doces de Chris Martin e Queen Bey. O vídeo já ultrapassou a marca de 436 milhões de visualizações e é daqueles que a gente não cansa nunca de assistir. Flores, cores e um som delicioso, daqueles clipes que marcam para sempre. – Mari Pacheco.

02) P!nk – Just Like Fire

Muita gente pode até falar que mais uma vez P!nk foi circense no videoclipe de “Just Like Fire”, mas é exatamente nesse ponto que ela nos impressiona. Todo o visual do clipe, aliado à música e ao clima de “Alice Através do Espelho”, filme que a faixa serve como trilha sonora, é a essência mais icônica de P!nk. Uma artista performática que sempre apostou em visuais incríveis, não só para os seus videoclipes, como para seus shows e turnês. – Kavad Medeiros.

01) Beyoncé – Formation

Jamais esqueceremos aquele sábado véspera de Super Bowl! Beyoncé conseguiu, mais uma vez, nos surpreender, enfim, com um posicionamento que ela mesma passou a se cobrar. FORMATION está muito a frente de outras tentativas de posicionamento da cantora como a vazia RUN THE WORLD, por exemplo. A ousadia de apresentar a faixa no evento esportivo e os ataques às autoridades de Nova Orleans renderam à cantora uma credibilidade só alcançada por Madonna na década de 90 – Flávio Saturnino.

Confira os votos de cada um:

ranking 1

ranking 222

ranking 3

COMENTÁRIOS


Relacionados Recentes

Por: Caian Nunes | Publicado em: Buzz
Selena Gomez, Ariana Grande e Fifth Harmony aparecem na lista
Por: Caian Nunes | Publicado em: Buzz
Você não pode perder tanta nostalgia!
Por: Leonardo Torres | Publicado em: Buzz, Yeah! +POPLine
Lista tem vídeos nacionais e internacionais.
ShopLine