Lexa rebate críticas por uso de coleira com nome de Guimê: “não foi submissão”
Em 21/12/16 às 14:23 Por: Leonardo Torres | Oh My God!, Yeah! Notícias

Quando Luma de Oliveira cruzou a Sapucaí no Carnaval de 1998 com uma coleira com o nome do então marido, Eike Batista, tornou-se uma das imagens icônicas do carnaval carioca. Quando a cantora Lexa botou uma coleira com o nome do noivo Guimê ao ser nomeada musa da escola de samba Unidos de Vila Isabel, em 2016, não pegou bem. O mundo é outro, a ideologia feminista tem cada vez mais visibilidade na mídia e na cultura pop, e a atitude foi encarada como retrocesso – submissão. Mas Lexa não vê assim e rebate as críticas. Em entrevista recente ao site GShow, ela falou o que pensa sobre o assunto:

– Não foi submissão! Pago minhas contas, meus impostos, então faço o que eu quero. Vou casar com ele, acho que nada mais justo do que fazer uma homenagem para ele. – declarou a cantora, que prometeu ainda usar uma fantasia bem sexy e “muito nua” no desfile da escola de samba em 2017. Vai ter barriga e pernas de fora: “gosto de passar um ar sexy sem ser vulgar”.

12031-1505

card-luma-lexa

Com o single “Já É” lançado, Lexa pôde ser vista todos os sábados dos últimos meses no programa “Caldeirão do Huck”, como parte das competidoras do “Saltibum”. Atualmente, ela divide suas atenções com os preparativos para o casamento com Guimê, previsto para 2018.

COMENTÁRIOS


Relacionados Recentes

Apresentador de TV foi demitido após crime.
Blogueiro acredita que ela deixou ideais políticos de lado por dinheiro.
ShopLine