Entrevista: Shakira fala sobre próximo álbum, mudanças na indústria e vontade de voltar ao Brasil para shows
Em 17/12/16 às 0:46 Por: Redação POPLine | Entrevistas, Shakira, Yeah! +POPLine

– Oi. – uma voz feminina fala do outro lado da linha.
– Oi. – o jornalista responde, sem saber de quem se trata.
– Sou eu, Shakira. – pausa para o check-in no chão.

shakiralos40

Direto da Espanha, onde vive há anos, a popstar colombiana ligou para a redação do POPline para uma rápida entrevista. Ela está divulgando “Chantaje”, seu single com Maluma, que bateu a marca de 100 milhões de acessos no clipe em apenas 20 dias: recorde para um vídeo em espanhol. Feliz e inspirada com o processo criativo de seu próximo álbum, Shakira revela-se uma das artistas mais simples da indústria. Poliglota, faz questão de falar português durante todo o telefonema – raramente errando a gramática.

Na semana anterior, ela fez uma passagem relâmpago pelo Brasil para realizar uma coletiva de imprensa sobre seu novo perfume. Foi legal, mas os fãs lamentaram a falta de shows ou performances na TV. O último show dela no país foi no Rock in Rio de 2011, embora ela tenha voltado para acompanhar o marido na Copa das Confederações (2013) e na Copa do Mundo (2014), onde acabou cantando na cerimônia de encerramento, no Maracanã, por pedidos do público. Lembra do “La La La”?

– Eu tenho muita saudade de vocês, e gostaria de voltar em breve. Eu acho que, na próxima volta, já será com uma turnê de shows para cantar para todos vocês brasileiros. Estou com um grande desejo de sair em turnê ano que vem e voltar ao Brasil pra cantar para o meu público brasileiro. – ela diz.

shakira-filhos

Da apresentação no Maracanã para cá, a vida de Shakira mudou mais um pouco. Na performance de “La La La”, sua parceria com Carlinhos Brown, ela quebrou o protocolo e levou o filho Milan para o centro do estádio, com transmissão para o mundo todo. Para ela, era um ato simbólico, porque o menino é fruto de uma história de amor entrelaçada com o futebol: Shakira conheceu o jogador Gerard Piqué, seu marido, no Mundial anterior, quatro anos antes, na África. “Waka Waka”! Agora, o casal tem dois filhos: além de Milan, ela deu a luz a Sasha em janeiro de 2015. Isso afetou o método de trabalho da artista, que já lançou dez álbuns desde 1991 e vendeu mais de 60 milhões de cópias mundialmente.

– Agora tudo é mais organizado, porque tenho menos tempo e tenho que aproveitar muito o período no estúdio. No passado, eu tinha muito tempo. Fazia muitas outras coisas, gravava mais desconcentrada. Agora o processo é mais concreto e até mais produtivo. – analisa a cantora, que já lançou “Try Everything” e o dueto com Carlos Vives em “La Bicicleta” (desde o nascimento de Sasha. Se for pensar pelos dois Grammys Latino que “La Bicicleta” venceu (música e gravação do ano), ela está mesmo produtiva e com tiros certeiros. “Chantaje”, por exemplo, já é hit: é nº1 na Espanha, nº1 na parada latina da Billboard (Estados Unidos) e Top 10 nos países da América Latina.

Não espere, no entanto, um álbum na esteira. Shakira quis lançar o single com Maluma logo, porque gostou do material, mas o disco ainda está sendo elaborado – sem pressão. Em março próximo, ela completará três anos do lançamento de seu último álbum. Não que isso a apresse, de alguma maneira.

– Ainda não. Mas eu continuo fazendo músicas, e gostando muito do processo de gravação em estúdio. Estou muito inspirada. Está saindo muita coisa boa. Estou criando coisas que realmente me deixam satisfeitas. Acho que vai sair sim no ano que vem, mas não sei exatamente a data, o mês. Estou bastante inspirada e feliz.

A cantora já esteve em estúdio com o produtor Luis Ochoa, o DJ David Guetta e a cantora Gloria Estefan nesse período. Recentemente, surgiu um burburinho sobre uma parceria com Alanis Morissette, a partir de um registro suspeito na ASCAP, e o cantor Nicky Jam andou dizendo que “gravou com uma colombiana que todo mundo ama”. Claro que é Shakira, né?

– (risos) A gente tem algumas outras parcerias, mas eu gostaria de guardar o segredo até que as músicas saiam nas rádios.
– ela desconversa.

Quando ela fala isso, não significa um futuro remoto. Pelo contrário. Para a cantora, o momento da indústria é justamente de lançar singles avulsos, livre do compromisso de entregar um disco inteiro. Ela quer fazer o álbum, sim, mas enquanto ele não fica pronto, pode lançar mais material inédito, como o caso de “Chantaje”. É só ela achar que vale a pena. No ano que vem, ela completa 40 anos de idade. Já são 25 anos desde o lançamento de seu primeiro disco, acredite se quiser. Então, agora, ela está ainda mais dona de si.

– Diferentemente de antes, quando eu tinha que trabalhar um ano, um ano e meio, pra fazer um álbum, construir tudo e depois compartilhar minha música com o público, agora o jogo mudou um pouco. Mudou bastante realmente, e eu descobri que não é necessário esperar tanto para compartilhar minha música. Se eu tenho uma música que eu gosto muito e ela está pronta, eu posso imediatamente ter essa gratificação de compartilhar. Esse imediatismo das redes sociais, do mundo, da tecnologia… O mundo digital de hoje me permite ter essa relação direta com meu público que é uma coisa maravilhosa e que mudou completamente a minha percepção em relação à música. E é realmente uma sensação maravilhosa esse imediatismo em poder fazer esse compartilhamento automático da minha canção. Agora o que estou fazendo é isso: assim que sai do forno, já está nas ruas.

Pela fala, dá para esperar pelo menos mais um single antes do lançamento do disco, né? Shakira frisa muitas vezes que se sente inspirada, o que é muito importante para o processo criativo. O público a acompanhou por dois anos no “The Voice EUA” e foi até assistir a filme infantil no cinema, mas agora está sedento por esse disco. Vem, #S11!

– Eu me sinto motivada e também livre como nunca antes, eu acho. Acredito que, talvez, no passado, eu era bastante… (pensa) Eu fiz músicas que adorei, músicas que acompanham a mim e aos meus fãs durante muitos anos, mas eu também sofri muito nos estúdios de gravação, porque eu era – sempre fui e ainda sou – muito perfeccionista, muito exigente comigo mesma. Agora estou vivendo o processo musical diferente e me sinto livre para poder explorar o que eu quiser no estúdio… E também fazer as parcerias que eu quero, aproveitando esse momento novo e maravilhoso da música onde muitos artistas mostram interesse em participar juntos em projetos musicais. Então é um momento bastante interessante da música pra mim, bem diferente e estou fazendo muitas músicas que eu adoro. Estou apaixonada e trabalhando ao mesmo tempo. Estou muito feliz com o que estou gravando. Eu me sinto livre no estúdio de gravação, explorando coisas novas, fazendo muita música “rítmica”, mas também fazendo canções mais reflexivas da minha história musical, baladas, rock, tudo isso…

Conclusão: a curiosidade só aumentou, Shakira!

shakira2

Reportagem: Leonardo Torres
Entrevista: Ricardo Oliveira e Leonardo Torres
Produção: Ricardo Oliveira e Amanda Faia

COMENTÁRIOS


Relacionados Recentes

"E eu escrevo sobre situações reais, histórias que aconteceram, pessoais, e as pessoas podem se identificar".
ShopLine