Entrevista: Jack Patterson, do Clean Bandit, diz que vai pesquisar sobre Anitta
Em 31/01/17 às 0:29 Por: Leonardo Torres | Entrevistas, Yeah! Notícias

clean-bandit-courtesy-big-beat

Após nove semanas de liderança na parada britânica, “Rockabye”, do grupo Clean Bandit, segue firme no Top 10. A música, que também alcançou o nº1 em mais de 20 outros países, desfruta de certificados de platina pela Europa e Oceania. Sucesso estrondoso, fez o grupo de música eletrônica mudar de patamar na cena pop internacional. E isso tudo aconteceu um mês depois do violinista Neil Amin-Smith deixar a banda. Esse foi o primeiro single sem ele. Poderia ter sido uma época extremamente triste, mas foi totalmente feliz.

O agora trio passou os últimos meses rodando o mundo, e preparando material novo. Jack Patterson conta ao POPline que há muita música para ser lançada em 2017, incluindo parcerias com Zara Larsson e Marina and the Diamonds. Em março, o Clean Bandit começará uma turnê pela América do Norte, sem esconder o desejo de visitar também a América do Sul. Jack terminou a ligação, inclusive, prometendo pesquisar sobre Anitta. Veja só.

O Clean Bandit ficou nove semanas no topo da parada de singles britânica. Sente alguma pressão em cima do próximo lançamento?
Hum… Bem… Você sabia que não, realmente? Quando lançamos “Rather Be” e fomos bem sucedidos, pensamos que aquilo não aconteceria de novo e veio “Rockabye”. Então, não sei. Mas é bobo ficar se preocupando sobre a repercussão. Você tem que pegar e fazer, simplesmente. É o que acho.

E vocês já têm um single novo para lançar?
Sim, estamos finalizando agora. Vai sair muito em breve.

O grupo está indicado ao BRIT Awards pela segunda vez. Com “Rather Be”, vocês perderam. Estão mais confiantes com “Rockabye”?
Não, não acho! Ficamos felizes, as duas vezes, apenas por sermos nomeados. Isso soa surreal demais já. E aí vamos lá, encontramos as pessoas… vai ser muito divertido.

Muitos artistas, famosos ou não, fizeram covers de “Rockabye”. Você tem algum favorito?
Covers? Eu não vi muitos, na verdade. Eu vi somente um, de um grupo a cappella, e gostei bastante. Mas foi o único que eu vi, vi no Facebook.

clean-bandit-765527

Como “Rockabye” mudou a carreira do grupo? Já tem essa dimensão?
Hum… Não tenho certeza. Eu acho que, na verdade, o que muda é que, quando você tem uma música de sucesso, você tem que fazer ainda mais divulgação. (risos) Isso é legal. As pessoas querem saber o que está acontecendo, e isso é bom. Mas não sei ainda dizer o quanto esse trabalho mudou nossa carreira.

Vocês tem “Rockabye” com Sean Paul e Anne-Marie, “Tears” com Louisa Johnson e “Rather Be” com Jess Glynne. Podemos esperar mais parcerias?
Sim, muitas colaborações! Estou muito empolgado sobre as próximas parcerias encaminhadas. De verdade.

Já pode revelar alguns nomes?
Hum… Tem uma que não é segredo: nós trabalhamos com Zara Larsson recentemente. E também com Marina and the Diamonds.

No ano passado, o violinista Neil Amin Smith saiu do Clean Bandit. Já superaram essa despedida?
(longo silêncio) Eu não sei. É… uma pergunta difícil. Ficamos tristes quando ele saiu, mas “Rockabye” se tornou tão grande que nos trouxe energia. Acho que é por aí.

E como foi a turnê sem um membro original?
Foi legal. Já tínhamos feito isso antes algumas vezes. Estar no palco é muito bom e, como músico, ainda somos um grupo. Estamos lá uns para os outros, uma banda. Nos entusiasmamos no palco. Esse grupo é ótimo, formado por pessoas ótimas. Se ficássemos tristes, seria chato.

E vocês viajaram para muitos lugares no ano passado. Teve um favorito?
Lugar favorito? Qualquer lugar no mundo!

E o Brasil? Podemos esperar por shows aqui?
Oh, nós amaríamos ir ao Brasil! Sim!

Você recebe mensagens de fãs brasileiros pela Internet? Porque existem uns fã-clubes brasileiros.
Sério?! Sim, recebemos sim. Já vi nas redes sociais, e mal podemos esperar para ir ao Brasil e encontrar todo mundo.

O Clean Bandit é conhecido por misturar o clássico com eletrônico. Já pensaram em experimentar alguma sonoridade brasileira também?
Sim, seria ótimo! Quando a gente está em turnê, tenta conhecer um pouco da música local, ver vídeos no Youtube, para saber mais. A gente passou pelo Japão e conheceu muita coisa interessante. Tenho curiosidade para conhecer cantores e músicos brasileiros. Talvez quando for ao Brasil. Poderia rolar uma parceria. Você tem alguma sugestão?

A música brasileira é muito diversificada, e há diferentes sonoridades, mas a popstar da atualidade se chama Anitta. Ela é da mesma gravadora que vocês.
Ah, é? Legal! Bom saber. Definitivamente, vou pesquisar sobre ela.

Ok, para terminar: quais os planos do Clean Bandit para 2017?
Um ou dois álbuns para este ano. Temos muitas músicas novas. Muitas, muitas. E estamos ansiosos para lançá-las.

Quando vamos poder ouvir o próximo single?
Muito em breve. (pensa) Acho que dentro de dois meses.



Relacionados Recentes

"Tenho meu empresário, minhas músicas, e quero ser reconhecida por isso".
Cantora ficou conhecida com covers no Youtube e conseguiu contrato com gravadora.
ShopLine