Clarice Falcão fala sobre clipe censurado: “estou chocada por terem se chocado”
Em 22/12/16 às 17:03 Por: Leonardo Torres | Clarice Falcão, Yeah! Notícias

Se parte do público se diz chocada com o clipe de “Eu Escolhi Você”, de Clarice Falcão, a cantora e compositora afirma-se chocada com tamanha comoção. “Não acho que o clipe seja genial, nem extremamente posicionado politicamente. O que ele trouxe à tona foi o quanto as pessoas têm muita raiva de ‘piru’ e de ‘pepeca’”, ela declarou, em entrevista ao site UOL, “A minha intenção não foi chocar ou fazer um clipe de cunho político. Eu sabia que ia causar algum rebuliço, obviamente, mas nunca chocar – ainda mais nesse nível. Inclusive, eu mesma estou chocada por as pessoas terem se chocado dessa forma: com o fato de outras pessoas terem genitais. Eu achava que isso já era uma informação dada”.

clarice-falcao-pizzadeontem

>> Não viu o clipe? Assista aqui!

O tom debochado não impediu o Youtube de remover o vídeo do ar. Com 200 mil acessos em duas hora, o clipe foi censurado por violar as polícias sobre nudez ou conteúdo sexual”. Isso é algo que Clarice também não esperava: acreditava que o nu, fora de um contexto erótico, era permitido. “Pelas regras, pode conter nudez se não for conteúdo pornográfico, mas artístico. E vejo o clipe como essencialmente artístico. É importante atentar para o fato de ter causado tanto ódio, esse é o verdadeiro fator preocupante”, pontuou a artista, que terminou neste mês a turnê do álbum “Problema Meu”, que traz a música do clipe.

A ideia do clipe surgiu de um sonho, segundo ela. A gravação ocorreu entre amigos: “zero pretencioso”. Viralizou. Deu certo: instigou um debate, além do ódio e das denúncias de internautas. No Twitter, Clarice brincou: “se não for pra causar, melhor nem lançar nada”. Há um ano, ela já havia “causado” com um cover de “Survivor”, do Destiny’s Child: o vídeo trazia diversas mulheres usando batons vermelhos como bem entendiam. Virou um atestado feminista. Relembre:

COMENTÁRIOS


Relacionados Recentes

Vídeo foi removido do Youtube por conta das imagens de nudez.
Explicação: "violar as políticas do YouTube sobre nudez ou conteúdo sexual”.
ShopLine